Pesquisar

O que um cronograma de obras eficiente deve considerar?

Você está precisando de ajuda para fazer um cronograma de obras eficiente? Separamos aqui 6 elementos que vão te ajudar nesta tarefa, confira:
O que um cronograma de obras eficiente deve considerar?
O que um cronograma de obras eficiente deve considerar?

Descubra o que considerar para um cronograma de obras eficiente e bem elaborado capaz de aumentar a produtividade e lucratividade da sua construtora.

O controle de cada etapa e o cumprimento dos elementos definidos em contrato com o cliente são a base das relações na construção civil. Apenas uma construtora capaz de manter seus projetos alinhados e a transparência na relação tem potencial de crescimento.

Entre os muitos elementos que fazem parte do processo de planejamento, execução e entrega de obras da construção civil e que têm grande impacto nos resultados e posicionamento de mercado das construtoras está o cronograma de obras.

Cronogramas de obras são a linha do tempo do projeto, incluindo datas de início e previsão de entrega, prazos para conclusão de cada etapa e atividade e informações para acompanhar a evolução da obra, comparando o que se esperava no planejamento com o que efetivamente acontece no canteiro de obras.

Quando elaborado considerando os elementos corretos, mais do que um guia nas mãos dos responsáveis do projeto, se torna uma ferramenta para otimização, prevenção de problemas e para a tomada de decisão rápida sem perder a eficiência.

Basta um pequeno erro no cálculo do tempo necessário para a realização de uma atividade para que a construtora veja problemas surgirem e aumentarem como bolas de neve rolando colina abaixo e o prazo do cronograma se tornando cada vez mais distante.

Erros geram atrasos que podem trazer como consequência a perda da confiança do cliente, não cumprimento da data de entrega, horas extras para os trabalhadores, custos extras na locação de equipamentos e novas documentações. 

Tudo isso, mais do que prejudicar a relação com o cliente e dificultar a conquista de novos contratos, gera custos inesperados que podem consumir a margem de lucro da construtora ou até causar prejuízos perigosos.

Para escapar do boca a boca negativo que mancha o nome da construtora no mercado e a perda de lucratividade e crescimento que vem como consequência, a construtora deve ter cuidado e adotar estratégias que garantam a eficiência de cada um dos cronogramas de obras criados. 

Descubra aqui o que sua construtora deve considerar na hora de elaborar um cronograma de obras eficiente e escapar dos problemas, garantindo qualidade, lucratividade e crescimento com cada projeto.

O que sua construtora PRECISA considerar na elaboração e uso?

Com a grande importância que tem o cronograma de obras, fazer um trabalho malfeito na elaboração dessa linha do tempo da execução de obras custa caro para as construtoras. Nós sabemos que, como em qualquer elemento da construção civil, são muitos detalhes a serem considerados e elaborar um cronograma assertivo e eficiente não é uma tarefa fácil.

Para ajudar sua construtora o Obra Prima traz os 6 elementos que toda construtora deve considerar, não importa o tipo ou tamanho do projeto a ser executado. Acompanhe:

1. Levantamento de detalhes do projeto

Para conseguir criar um cronograma de obras é preciso conhecer bem o projeto a ser realizado, garantindo que cada detalhe seja considerado na definição de prazos da obra.

Isso significa que um cronograma de obras eficiente começa na elaboração correta do projeto e seu planejamento. É nessa primeira etapa que são definidas as estruturas, sistemas hidráulicos e elétricos, fundação, esquadrias, acabamento, objetivos e limites que a obra terá.

São esses detalhes, olhados com cuidado etapa a etapa, que permitem saber os tipos de atividades a serem desenvolvidas e como elas devem acontecer antes de determinar o prazo do cronograma em que a obra deve cumprir do início à finalização e entrega para o cliente.

Faça, então, o levantamento dos objetivos, atividades, etapas, materiais, disponibilidade de mão de obra, equipamentos, elementos de logística e transporte e tudo mais que sua construtora puder identificar. Quanto mais detalhado o levantamento, mais eficiente é o cronograma e o acompanhamento de obras.

2. Separe as atividades nas etapas

Com todos os detalhes na mão, esse segundo passo já fica mais simples. É hora de definir o que vai ser executado na construção do projeto e como essas atividades são organizadas para que as etapas da obra sejam executadas sem problemas.

Lembre-se: cada etapa é composta de diferentes atividades e conhecer cada uma delas é essencial para definir o prazo de execução de cada etapa. Além de auxiliar na criação de um cronograma de obras eficiente e assertivo, sua construtora ainda ganha informações mais concretas para a prestação de contas ao cliente e acompanhamento de obras durante a execução.

Quer um exemplo? Pense na primeira etapa: a fundação. Realizar a fundação depende de escavar, nivelar terreno, marcar a área de construção, fazer sapatas, colocar ferragens e formas e assim por diante.

É esse tipo de detalhamento e descrição que sua construtora deve criar para cada etapa, do primeiro momento no canteiro de obras, incluindo a chegada e instalação das estruturas para armazenamento de materiais e equipamentos e uso de funcionários (como banheiros), até a entrega do projeto concluído para o cliente.

3. Conheça o tempo de execução de cada atividade

Agora você já sabe quais atividades devem ser desenvolvidas em cada uma das etapas, é hora de definir o tempo para conclusão de cada atividade. Nessa hora, a principal dica é conversar com os profissionais contratados para cada tipo de atividade e consultar históricos de projetos anteriores.

Essas consultas são essenciais porque é necessário saber exatamente quantas horas são necessárias para cada uma das atividades antes de definir o tempo necessário para as etapas e a obra como um todo.

Sua construtora deve sempre lembrar que o tempo para construir uma parede comum é menor do que a construção de uma com janelas ou portas, por exemplo. Esses pequenos detalhes podem custar horas preciosas e gerar atrasos se não são considerados.

O mais importante aqui é garantir que as previsões de tempo para atividades e etapas sejam realistas.

4. Estabeleça prioridades e relações entre atividades e etapas

Com a lista de atividades e quais pertencem a cada etapa a construtora pode começar a estabelecer o esqueleto do cronograma estabelecendo a ordem de execução para que a obra seja realizada e concluída.

Após colocar cada atividade em ordem cronológica, estabeleça as relações entre elas e entre as etapas. Essa relação é a identificação de quais atividades ou etapas podem acontecer ao mesmo tempo e quais exigem terminar outra primeiro.

Com essa lista na mão e a ordem de execução estabelecida, sua construtora já pode fazer a primeira previsão de prazo do cronograma para a conclusão de cada etapa e do projeto como um todo para servir de guia para as últimas análises e ajustes.

5. Conheça bem os riscos

Seu cronograma, em teoria, já está pronto na etapa anterior, mas ainda é preciso considerar um último passo para garantir que ele seja eficiente e atenda todas as necessidades da obra e exigências do cliente: a análise de riscos.

Durante o planejamento sua construtora já deve ter verificado as partes da execução que apresentam perigos de acidentes (lugares altos, uso de explosivos, demolições) , as possibilidades de mudanças climáticas na região (como chuvas fortes, dias de muito vento, neve, sol muito forte) que possam interferir na execução e outros problemas em potencial.

O sonho é que esses riscos nunca se tornem realidade e que imprevistos não aconteçam no caminho, mas na realidade da construção civil é raro conseguir escapar de 100% dos problemas. É por isso que seu cronograma deve levar em consideração esses riscos e imprevistos e incluir uma margem de segurança no seu prazo do cronograma.

Colocar algumas semanas a mais na previsão definida para o cronograma pode evitar muitos problemas e o melhor de tudo é que se os riscos e imprevistos não se concretizarem sua construtora pode entregar o projeto antes do prazo ou ter mais tempo para realizar os acabamentos e limpezas finais com mais calma e qualidade.

6. Faça o acompanhamento constante do cronograma durante a execução

Chegando aqui seu cronograma de obras está pronto, considerou cada etapa e atividade e a margem de segurança e sua obra já pode começar a ser executada. No entanto, o início da obra não significa o fim do seu trabalho de otimização do cronograma de obras. A construção começou e se pode considerar que o cronograma se tornou um organismo vivo, que hora a hora tem seu ciclo de vida mais próximo do fim.

Dizemos organismo vivo porque mudanças podem acontecer a qualquer momento. Durante a execução do projeto erros de execução podem ser cometidos, mudanças nos projetos podem se tornar necessárias, os riscos e imprevistos podem se concretizar e é preciso estar atento.

Mesmo considerando a margem de segurança no cronograma, é necessário sempre estar atento para garantir que as interferências no plano não acabem gerando mais atrasos que o antecipado e que medidas possam ser tomadas para corrigir os problemas.

Assim, o último elemento a ser considerado para um cronograma de obras eficiente é um acompanhamento de obras constante que olhe com atenção para o prazo.

O acompanhamento de cronogramas exige olhar, dia a dia, as atividades que estão sendo realizadas, verificar se erros foram cometidos, o tempo de execução está sendo cumprido, problemas e riscos foram identificados e se segue sendo possível cumprir com os prazos estabelecidos. 

Cada problema ou oportunidade que surjam devem ser analisados e levados para os responsáveis do projeto para a realização dos ajustes necessários.

Descubra algumas dicas para um acompanhamento de obras eficiente.

Cronogramas de obras: eficiência com gestão otimizada

Não é surpresa ver que a elaboração e controle do cronograma de obras diferentes depende de um controle de detalhes que muitas construtoras não possuem. São muitas informações para serem consideradas e o cronograma nunca pode ser considerado de forma independente dos demais elementos da obra.

Quando estabelece os prazos para atividades, etapas e entrega, a construtora não pode considerar apenas quais as etapas e quanto tempo cada atividade exige. É preciso considerar e ter em mãos:

  • Planejamento detalhado;
  • Controle de estoque;
  • Gestão eficiente do fluxo de caixa;
  • Disponibilidade de materiais e equipamentos;
  • Disponibilidade de mão de obra;
  • Análises de riscos detalhadas;
  • Canais eficientes de comunicação com equipe e cliente;
  • Fornecedores de confiança.

Considerando esses elementos, vemos que um cronograma de obras eficiente está intimamente ligado a uma gestão de obras otimizada e realizada com integração de departamentos e alinhamento de objetivos.

Parece muito mais trabalho e mais difícil que o normal, não é mesmo? No entanto, conquistar esse controle da gestão de obras e convertê-lo em resultados positivos e cronogramas eficientes não precisa ser um bicho de sete cabeças. Com as ferramentas corretas, tudo fica mais simples.

É pensando nessas necessidades que o Obra Prima traz seu software de gestão de obras e as funcionalidades pensadas especificamente para atender as necessidades e solucionar as dores da construção civil.

Com áreas de cliente, financeiro, compras, estoque, cronogramas, orçamentos e fornecedores integradas e alinhadas, com um perfil para cada obra a ser realizada, sua construtora consegue alinhar os detalhes de um projeto sem perder de vista a administração da construtora e as necessidades de obras paralelas.

Os muitos detalhes de uma obra e de um cronograma se tornam mais simples e com visibilidade ampliada com a automatização do software de gestão de obras Obra Prima. Conheça mais sobre nosso software e os benefícios que traz para a qualidade, crescimento e lucratividade da sua construtora.

Para acompanhar o que acontece no mundo da construção civil e ter acesso a conteúdos e dicas exclusivas, acompanhe o nosso blog e siga o Obra Prima no Instagram

Você também pode aproveitar os seus momentos de descolamento entre um ponto e outro para ouvir o nosso podcast

Software de gestão de obras

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.