Pesquisar

Mobilização e desmobilização de obras: as melhores dicas para você!

Descubra tudo sobre mobilização e desmobilização de obras! Conheça as melhores dicas para garantir uma gestão eficiente e bem-sucedida.
Mobilização e desmobilização de obras: as melhores dicas para você!
Mobilização e desmobilização de obras: as melhores dicas para você!

Você sabe o que é a mobilização e desmobilização de obras? Descubra aqui tudo sobre o tema! 

A mobilização e a desmobilização são etapas definidas como um conjunto de operações que todo gestor precisa ter em um empreendimento! 

O objetivo da etapa de mobilização e desmobilização é transportar, de maneira segura, os recursos, colaboradores e equipamentos até o local do serviço da obra. Por isso, são fundamentais para o sucesso dos projetos. Afinal, sem isso, a construção não seria possível. 

Assim, a gestão de risco com terceiros precisa levar em consideração todas as etapas do serviço prestado, desde o momento de homologação até a finalização da obra e do contrato. Então, a mobilização e a desmobilização tornam-se processos de controle essenciais para a sua construção. 

A seguir, vamos entender melhor o que são essas atividades e como realizá-las da melhor maneira para ter sucesso nos seus projetos. Além disso, também vamos compartilhar dicas para otimizar o processo e reduzir os custos. 

Se você tem uma construtora, é um engenheiro, gestor de projeto ou qualquer outro profissional que trabalha no setor da construção civil, precisa conferir esse material. Vamos lá!  

O que é a mobilização e desmobilização de obras?

Como já dissemos anteriormente, a mobilização de obras é o processo de integração da empresa fornecedora ou dos seus colaboradores para a realização de serviços. Assim, é possível garantir a uniformidade dos dados cadastrais de todos os terceiros, além de respeitar e seguir todas as normas de saúde e segurança do trabalho estabelecidas por quem contrata. 

Resumindo, o processo de mobilização das obras assegura a validação e gerenciamento dos dados cadastrais dos prestadores de serviço, além de integrar todas as informações com os outros processos de controle dos prestadores de serviço. 

Assim, o intuito é fazer com que os colaboradores terceirizados estejam seguros e qualificados para realizar a atividade em qualquer setor da obra. 

A desmobilização é determinada como o custo que deve ser previsto no planejamento de mudança. Por exemplo, a devolução de áreas corporativas, que exige obras para retorno às condições originais do espaço. 

Ou seja, a desmobilização é o processo de retirada de empresa fornecedora ou dos colaboradores ao finalizar a prestação de serviços. 

Consequentemente, no encerramento de todas as tarefas e atividades, as empresas contratadas, além de apresentar todas as obrigações do contrato, também precisam solicitar a inativação do acesso de terceiros alocados. 

Agora que você entendeu o que é a mobilização e desmobilização de obras, vamos para as melhores práticas! 

8 melhores práticas de mobilização e desmobilização de obras

A mobilização e desmobilização pode ser um grande desafio, principalmente quando o prazo de realização do projeto é curto para o tamanho da obra. Pensando nisso, trouxemos aqui oito dicas para tornar o processo mais eficiente na sua empresa, confira: 

  1. Análise de recursos necessários;
  2. Definição de cronogramas;
  3. Contratação de fornecedores;
  4. Ter o projeto bem definido e conhecer os documentos das obras;
  5. Usar os materiais adequados;
  6. Controle do fluxo de caixa;
  7. Gerenciar os suprimentos;
  8. Utilize a tecnologia a seu favor. 

Vamos entender melhor cada uma dessas boas práticas para você colocar em ação nos seus projetos, confira:

  1. Análise de recursos necessários

Antes de começar a obra, é importante fazer uma análise detalhada em relação aos recursos necessários, como equipamentos, mão de obra, materiais e infraestrutura. Esse planejamento vai permitir se preparar da maneira adequada para as necessidades de mobilização e evitar surpresas ao longo da execução da obra. 

  1. Definição de cronogramas

Definir cronogramas claros e realistas é essencial para uma mobilização e desmobilização eficiente. Ao determinar prazos para cada uma das etapas do projeto, é possível programar o melhor momento para alocar recursos, contratar fornecedores, fazer atividades de mobilização e desmobilização, e reduzir atrasos e ociosidade. 

Quer um Modelo de Cronograma de Obras gratuito? Clique na imagem abaixo, faça download e comece a usar agora mesmo nos seus projetos: 

  1. Contratação de fornecedores

A contratação cuidadosa de fornecedores é importante para garantir que os equipamentos, serviços e materiais necessários estejam disponíveis no momento correto. Dessa forma, os atrasos são evitados e a continuidade do fluxo de trabalho durante a mobilização e desmobilização da obra é garantido. 

  1. Ter o projeto bem definido e conhecer os documentos das obras

Um projeto bem definido, com todos os detalhes técnicos e requisitos documentados, é primordial para orientar as atividades de mobilização e desmobilização. Conhecer os documentos da obra, como especificações técnicas, plantas e contratos, possibilita um planejamento mais assertivo e evita retrabalhos. 

  1. Usar os materiais adequados

Escolher e aplicar os materiais adequados é muito importante para garantir a qualidade da obra e evitar problemas no futuro. Durante a mobilização, é fundamental assegurar que os materiais certos estejam à disposição e em conformidade com as especificações do projeto. 

  1. Controle do fluxo de caixa

Um gerenciamento eficiente do fluxo de caixa é essencial durante a mobilização e a desmobilização de uma obra. Isso envolve o acompanhamento dos pagamentos, despesas, recebimentos e investimentos, garantindo a disponibilidade dos recursos financeiros necessários para as atividades planejadas. E, no momento da desmobilização, todos estão cientes e conseguem realizar essa etapa de maneira organizada.

  1. Gerenciar os suprimentos

Uma gestão adequada dos suprimentos, como equipamentos, ferramentas e materiais, é primordial para evitar desperdícios, controlar os estoques e garantir que os recursos estejam à disposição no momento certo. 

  1. Utilize a tecnologia a seu favor  

A tecnologia desempenha um papel crucial na otimização de todas as etapas de uma obra, inclusive da mobilização e desmobilização. Ferramentas como softwares de gerenciamento de projetos, aplicativos móveis, sistemas de rastreamento de estoque e outras soluções, podem tornar a obra mais eficiente, melhorar a comunicação e a produtividade, simplificando o acompanhamento e o controle de todas as tarefas e atividades. 

Atenção na hora da desmobilização!

Na desmobilização, o projeto já está próximo do fim e fica mais fácil de não prestar tanta atenção! Então, é importante pensar com antecedência em alguns aspectos, como: 

  1. Reaproveitamento de materiais;
  2. Desmobilização de equipamentos;
  3. Finalização de atividades de maneira organizada. 

Entenda melhor cada um desses elementos a seguir: 

  1. Reaproveitamento de materiais

Identifique os materiais que podem ser reciclados ou reaproveitados ao final da construção. Madeiras, vidros, metais e diversos outros podem ser utilizados em projetos futuros ou vendidos para a reciclagem. 

  1. Desmobilização de equipamentos

Planeje e organize o processo de desmobilização dos equipamentos usados no projeto. Isso inclui a retirada, a limpeza e também a manutenção adequada antes de devolver tudo aos fornecedores ou alocá-los em outras obras. 

  1. Finalização de atividades de maneira organizada

Encerre as atividades da construção de maneira organizada e sistemática. Conclua as tarefas pendentes, finalize os documentos e registros, devolva as ferramentas e materiais em excesso, e verifique se todas as obrigações contratuais foram cumpridas.  

Coloque em prática na sua empresa!

Realizar o processo de mobilização e desmobilização de obras com eficiência, só traz benefícios para a sua construtora e todos os envolvidos, por exemplo: redução de custos, cumprimento de prazos, menor impacto no meio ambiente, melhor aproveitamento de recursos, etc. 

Quer conhecer uma ferramenta que vai te ajudar nesse processo? Marque um horário e agende uma demonstração gratuita e sem compromisso para saber tudo sobre as vantagens e funcionalidades do Obra Prima: 

Para mais conteúdos como este, acompanhe o nosso blog, estamos sempre compartilhando novidades. Siga também a nossa página do Instagram!

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.