Menu

Mão de obra na construção civil: qual é a importância e quanto cobrar

Amanda Gregio

Compartilhe nosso conteúdo

Entenda qual é a importância da mão de obra na construção civil e quanto cobrar!  

A contratação de mão de obra no setor da construção civil exige atenção na qualidade e no preço dos serviços. Por isso, é fundamental planejar as atividades de maneira que esteja claro para o contratante e o contratado as responsabilidades de cada um.

Para que uma empresa do segmento da construção civil consiga ter sucesso, o controle da mão de obra é crucial. Afinal, é necessário garantir a produtividade e realizar uma boa administração para evitar problemas como desperdícios e atrasos. 

Entenda a seguir o que é a mão de obra, qual é a importância, quais são os tipos, quanto você deve cobrar e muito mais. Acompanhe. 

O que é a mão de obra na construção civil?

A definição de mão de obra está relacionada com o trabalho manual de qualquer área. Agora, quando estamos falando do setor da construção civil, se trata especificamente do serviço prestado em um canteiro. 

Então, são todos os profissionais que atuam nesse ambiente de trabalho, como o arquiteto, engenheiro civil, pedreiro, carpinteiro, marmorista, vidraceiro, gesseiro, etc. 

Qual é a importância da mão de obra na construção civil?

A mão de obra é primordial para que a construção e consequentemente, a empresa sejam bem sucedidas. Afinal, quando o serviço entregue não é de qualidade, vários elementos são prejudicados. Inclusive a saúde financeira. 

Por isso, ter um planejamento antes da construção começar é o primeiro passo na escolha da mão de obra mais adequada. Planejar ajuda na contratação de um bom time, assim como no orçamento de obras, materiais e serviços a serem usados, de maneira a evitar prejuízos e gastos desnecessários. 

Outro fator importante é o contrato de mão de obra qualificada. Ou seja, aquela que já tem experiência e conhecimento na área. Assim, reduz problemas como serviços mal feitos, acidentes, entre outros. 

É exatamente por esse motivo que contratar engenheiro civil, arquiteto, pedreiro, encarregado, mestre de obra, pintor, entre todos os outros profissionais necessários para a realização de uma construção é fundamental para o sucesso do projeto.  

Quais são os tipos de mão de obra?

Divide-se a mão de obra em indireta, direta, terceirizada, qualificada e não qualificada. No caso da direta, diz respeito aos serviços e produtos. Já a indireta serve como ajudante da direta. 

Em relação à mão de obra qualificada e não qualificada, são aqueles que, como o próprio nome já diz, entende das atividades feitas por conta das especializações e quando não tem nenhuma experiência prévia, respectivamente. 

Por fim, terceiriza-se a mão de obra para designar as tarefas feitas por uma empresa de fora. 

Como calcular o custo de mão de obra direta?

Existem diversas maneiras de calcular o custo de mão de obra, cada uma com suas vantagens e desvantagens. 

Uma das ferramentas usadas é o CUB, ou Custo Unitário Básico, que é uma estimativa do preço de construção por metro quadrado. Porém, ela leva em consideração mais fatores, como a estrutura geral. 

Também existem outros recursos que servem como referência para determinar essa etapa, uma delas é o SINAPI, que apresenta uma composição de diversos serviços. Nas tabelas deste procedimento, é possível obter o preço de trabalho de profissionais como pintor e pedreiro. 

Mas, para que o valor seja assertivo, é fundamental realizar uma cotação geral do mercado. Assim, os próprios membros do time e empresas fornecem o preço exato, dependendo da especialidade, serviço e duração do projeto. Conheça algumas das principais métricas usadas:  

Custo por serviço

Uma das maneiras de contratar a mão de obra é por pacote de serviços. Isso quer dizer, que avalia-se o custo pelo trabalho feito em sua totalidade. 

Custo por metro quadrado

Outra forma é por metro quadrado de serviço que será realizado. Assim, os profissionais serão contratados para fazer uma metragem fixa. É fundamental considerar as particularidades de cada trabalho para contratar dessa maneira. 

Custo por mão de obra diária

Por último, o valor por diária é outra solução para obter o custo de mão de obra. Nesse tipo, se faz a contratação por dia de trabalho, geralmente com jornada de oito horas. O custo se torna refém da produtividade dos profissionais, ou seja, quanto mais tempo para realizar o serviço, maior será o custo. 

3 dicas para acertar no cálculo do custo de mão de obra!

O cálculo do custo de mão de obra pode ser um desafio, principalmente se houver inexperiência. Por isso, separamos 3 dicas para realizar esse projeto com maior qualidade e precisão, acompanhe:

  1. Trabalhe com métricas reais;
  2. Pesquise preços;
  3. Confira estimativas do mercado.

Agora que você conhece as dicas, vamos entender mais a fundo cada uma delas: 

  1. Trabalhe com métricas reais

A primeira é ter a quantidade dos serviços devidamente calculada. Isso quer dizer que, se a contratação for por metro quadrado, é importante que a metragem seja feita com precisão. E, é interessante manter uma base com dados de projetos feitos para usar como referência. 

  1. Pesquise preços

Se o cálculo do custo de mão de obra for feito a partir de cotações de mercado, é fundamental realizar uma pesquisa com mais de uma organização ou profissional. Dessa forma, é possível descartar preços fora da realidade e fazer orçamentos a partir do melhor custo-benefício para a empresa. 

  1. Confira estimativas do mercado

Por fim, para saber se o valor total é ou não realista, é necessário comparar com indicadores de mercado. Para isso, é possível usar as ferramentas que já citamos, como CUB e SINAPI. 

Independente da metodologia escolhida, a tecnologia pode ser uma grande aliada para melhorar os resultados. Os softwares de gestão permitem automatizar tarefas e centralizar as informações, simplificando esse processo. 

Para conhecer o Obra Prima, um sistema de gerenciamento de obras perfeito para pequenas e médias empresas, clique na imagem abaixo e agende uma demonstração gratuita: 

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Se você gostou desse conteúdo e quer ter acesso a mais, acompanhe o nosso blog, aproveite também para seguir a nossa conta no Instagram

Pesquisar matéria

Quer transformar sua gestão de obras?

Experimente o sistema Obra Prima!

Matérias relacionadas

Mão de obra na construção civil: qual é a importância e quanto cobrar

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.