Pesquisar

Guia para usar a Tabela SICRO na precificação de obras

Desvende o segredo da precificação de obras com a Tabela SICRO. Aprenda a usá-la de forma eficaz e alcance o sucesso nos seus projetos.
Guia para usar a Tabela SICRO na precificação de obras
Guia para usar a Tabela SICRO na precificação de obras

Descubra como usar a Tabela SICRO na hora de precificar as obras da sua construtora! 

Elaborar uma tabela de preços que seja competitiva e que agregue valor a um negócio não é uma tarefa fácil. Para isso, é necessário juntar dados externos para que o resultado seja justo. 

No setor da construção civil existem diversos instrumentos que ajudam nesta união de informações. Eles possibilitam a elaboração de um orçamento assertivo e atrativo para os clientes. Entre essas ferramentas está a Tabela SICRO que é elaborada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) e é atualizada frequentemente. 

Essa Tabela dá uma base sólida para orçamentos, permitindo que as construtoras e profissionais da área tomem decisões embasadas e assertivas nos projetos.  

Por isso, o Sistema de Custos Referenciais de Obras (SICRO) é um componente muito importante que guia o profissional para reunir as informações e dados relevantes sobre os custos referenciais. 

Ou seja, é fundamental que os profissionais da construção civil conheçam a Tabela SICRO, a sua importância e como utilizá-la. 

O que é o DNIT e qual é a sua função?

O DNIT é uma instituição autônoma federal vinculada ao Ministério da Infraestrutura, que foi criada pela lei 10.233 de 5 de junho de 2001, substituindo o antigo Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER). 

É função do DNIT fazer a manutenção, aplicação, construção, fiscalização e elaboração de estudos técnicos para resolver problemas relacionados ao Sistema Federal de Viação, assim como o tráfego multimodal de pessoal e bens em modais ferroviário, rodoviário e hidroviário. 

Esse departamento é responsável pela aplicação de multas, excesso de peso, entre outros que acontecem através de lombadas eletrônicas e redutores de velocidade, por exemplo. 

O que é a Tabela SICRO?

Sistema de Custos Referenciais de Obras (SICRO) que é todo o reconhecimento de técnico necessário para elaborar o orçamento de serviços e obras no DNIT para analisar os orçamentos de projetos públicos que estejam sendo solicitados pelo órgão.

Atualmente, a tabela conta com mais de seis mil composições de preços distintos, o que mostra a sua complexidade. 

A Tabela SICRO vai muito além de apenas um levantamento dos preços dos serviços nas capitais do país e dos custos dos insumos. Para a sua elaboração, os profissionais responsáveis consideram diversos fatores como a variação dos preços causados pela queda ou aumento na oferta de determinados materiais. 

E, também é levado em conta a sazonalidade de determinado insumo, a sua distância da capital e os centros de produção e a demanda do produto em relação aos investimentos em construção civil na região. 

Assim, podemos destacar que existe uma variação nos valores dos materiais e produtos de acordo com a região do país, o que mostra a sua confiabilidade e precisão.

De maneira simplificada e resumida, podemos comparar a tabela SINAPI e a Tabela SICRO, sendo a primeira usada para fins de composição de preço de edificações e a segunda para a composição de preços em obras de infraestrutura, principalmente rodovias.  

Então, o principal objetivo da Tabela SICRO é deliberar uma definição de custos que seja padrão. Assim, contratantes e contratados de uma obra podem utilizar os valores de referência para criar os orçamentos dos seus projetos e licitações de obras públicas.  

Qual a importância e funcionalidade da Tabela SICRO? 

O Tribunal de Contas da União (TCU) determina as regras para a elaboração de orçamentos de obras e serviços de engenharia. Para guiar essas regras, utilizam como apoio as tabelas de composição do SINAPI e SICRO. 

A Tabela SICRO funciona na prática mais do que apenas uma simples listagem de preços de serviços e materiais. Serve também para estimular e guiar a existência de um mercado mais justo na construção civil, porque a exigência da utilização da tabela para a elaboração de orçamentos incentiva a concorrência leal em processos de licitação. 

Ou seja, o tamanho das empresas envolvidas no processo de licitação se torna menos relevante para o resultado final. Isso acontece porque a base do preço para o cálculo do orçamento é igual para todos. 

Então, ao usar a Tabela SICRO é possível garantir uma maior qualidade nos processos de licitação para o setor da construção civil, porque quando ela é adotada como um parâmetro, o processo todo se torna mais transparente. Além disso, existe uma significativa redução na quantidade de tempo despendido para a elaboração do orçamento de obras. 

Essa ferramenta é importante contra fraudes no processo de licitação, afinal, essa é outra grande vantagem da Tabela SICRO. Isto é, a tabela padroniza os procedimentos de orçamento, o que ajuda a combater a corrupção e os problemas de superfaturamento de obras públicas que podem acontecer com frequência devido aos vícios de processo. 

Quais são os referenciais?

O levantamento do setor é realizado através de pesquisa de diversas variáveis. Esses fatores são elementos que ajudam na elaboração dos preços orçamentários. Os principais deles são: 

  • Distância dos centros de produção;
  • Disponibilidade dos insumos;
  • Variação temporal e regional dos valores;
  • Diversos fatores econômicos. 

Como utilizar a tabela SICRO?

É comum que seja usado o SICRO para elaborar orçamentos relacionados ao mercado da construção civil nacional. Porém, essa tabela é de responsabilidade da Administração Pública Federal, Caixa Econômica e IBGE. 

Para elaborar orçamentos mais completos, além de naturezas diversas, é essencial ter como referências várias tabelas de composição de preços. Com a utilização de mais de uma tabela, o orçamento fica mais competitivo e preciso, tornando as propostas da empresa em licitação mais benéficas para o poder público. 

Além disso, as tabelas de composição de preços são usadas por fornecedores como uma forma de acompanhar a flutuação dos preços dos insumos no mercado. Assim, são capazes de manter o valor dos materiais em uma faixa que condiz com a realidade. 

Atualmente, há mais de 6300 composições divididas em 42 grupos. As composições (serviços) podem ter 5 grupos de itens listados a seguir e muitas delas levam em consideração o Fator Influência de Chuvas (FIC), índice fornecido para cada um dos estados do Brasil. Os grupos são: 

  • A: Equipamentos
  • B: Mão de Obra
  • C: Materiais
  • D: Atividades Complementares
  • E: Tempo Fixo

Sendo que o preço final da composição é formado da seguinte maneira: 

  • Custo horário total de execução = A + B
  • Custo unitário de execução = Custo horário total de execução / produção do time
  • Custo FIC = FIC * Custo unitário de execução
  • Custo final da composição = Custo unitário de execução + Custo FIC + C + D + E

As tabelas de preços dos insumos e composições SICRO podem ser acessadas diretamente pelo site da DNIT, ao baixar você tem acesso a lista total de composições e insumos SICRO. 

Entregue orçamentos mais precisos!

Para fazer melhores negócios na sua empresa, utilize a Tabela SICRO. Essa é uma ferramenta confiável para o cálculo dos custos na construção civil, assim, você consegue evitar surpresas financeiras indesejadas durante a realização do projeto. 

Aproveite para explorar a Tabela SICRO como uma aliada na precificação das suas obras. Compreender e aplicar essa ferramenta pode trazer grandes benefícios para a gestão financeira de empreendimentos da construção civil. 

Para mais conteúdos como este, acompanhe o blog do Obra Prima! Siga também a nossa conta no Instagram.

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.