Pesquisar

Gestão de obras: 7 dicas para aumentar a produtividade na construção

gestão de obras
gestão de obras

Confira as dicas para a gestão de obras que vão aumentar a produtividade na sua construtora. 

As empresas de construção civil e engenharia buscam incessantemente aumentar a produtividade no setor. Porém, muitos profissionais e até negócios não sabem o que fazer para lidar com essa questão. 

Assim, é necessário apresentar o tema, falando sobre o que é a produtividade na construção civil e as principais dicas para otimizá-la. 

O que é a produtividade na construção civil?

A baixa produtividade no setor nacional é uma realidade que muitos profissionais e empresas já estão bem cientes, além de outras instituições que lidam com essa questão. Por isso, para trazer soluções, é preciso saber os fatores que afetam a produtividade e o que significa no contexto do segmento. 

Entre os principais motivos que afetam a produtividade na construção civil, podemos destacar a burocracia e a mão de obra pouco qualificada. Além disso, os processos de gestão de construção desatualizados, utilização inadequada de tecnologia ou falta do seu uso. 

Mas, afinal, o que é a produtividade no contexto da construção civil? É a produção qualificada dos objetos de arquitetura e engenharia, como obras de infraestrutura, edificações, etc. 

Assim, além de produzir mais com menos recursos – mão de obra e materiais -, a produtividade está intimamente relacionada com a qualidade dos produtos entregues, ou seja, as obras. 

Para otimizar isso, separamos aqui sete dicas, acompanhe: 

  1. Planejar obra;
  2. Medir a produtividade;
  3. Ser efetivo nos orçamentos;
  4. Compatibilizar informações e projetos;
  5. Selecionar bons profissionais;
  6. Fazer investimentos em equipamentos de qualidade;
  7. Adotar inovação e tecnologia.

Então agora que você já sabe quais são as dicas, vamos entender melhor cada uma delas, confira no texto a seguir: 

1. Planejar obra

Fazer o planejamento de uma construção consiste em criar de maneira racional um plano para executar diversas etapas do projeto, levando em conta todas as variáveis existentes. Ou seja, orçamento, cronograma, condições do edital (para licitações públicas), limitações de mão de obra e mercado, exigências do cliente, etc. 

Leia também:

O impacto da falta de planejamento de obras no sucesso de projetos de construção

O canteiro de obras é um espaço que tende para o caos, porém, para isso ser evitado e, por essa razão, o planejamento do projeto é tão importante. Além disso, para otimizar a sua realização, é necessário contratar bons profissionais, assim como sistemas eficientes. 

2. Medir a produtividade

Para fazer a gestão da produtividade, é necessário medir. Afinal, como é possível medir a produtividade? Isso pode ser feito através do índice de produtividade na construção. Existem diversas fórmulas que você já deve conhecer. 

Para produtividade individual, o seguinte índice pode ser utilizado: 

Quantidade de serviço ÷ tempo x número de colaboradores

Para produtividade por equipe: 

Quantidade de serviço ÷ tempo

3. Ser efetivo nos orçamentos

Quando os materiais são escolhidos considerando apenas o menor preço, sem realizar uma análise técnica, é comum que os produtos sejam de menor qualidade, o que compromete a produtividade no canteiro. 

Além disso, os orçamentos precisam considerar a relação do custo do produto ou serviço com outros, e não fazer uma avaliação de maneira isolada. 

4. Compatibilizar informações e projetos

A compatibilização de informações e projetos entre os diferentes setores e profissionais é fundamental para otimizar a produtividade no setor. Afinal, essa ação é eficiente tanto no que se refere ao aumento da qualidade do material produzido, quanto à diminuição no tempo de realização das tarefas. 

5. Selecionar bons profissionais

O bom profissional precisa ter conhecimento teórico sobre os aspectos de construção e administração e experiência no setor. 

Os conhecimentos são adquiridos de várias formas, como cursos e de forma autodidata. Além disso, a experiência só se alcança com o trabalho contínuo em canteiros de obras. 

Uma estratégia interessante é mesclar profissionais experientes com bons profissionais com pouca experiência, elevando no longo e médio prazo a qualidade da mão de obra. 

6. Fazer investimentos em equipamentos de qualidade

Além dos bons profissionais, é preciso também investir em equipamentos de qualidade. Isso é válido tanto para o setor gerencial quanto para o setor da realização da obra, como por exemplo, investir em computadores, cadeiras com boa ergonomia, ar-condicionado, etc. 

Já para o canteiro de obras, os equipamentos vão variar muito de acordo com as particularidades de cada projeto. Entre os mais comuns podemos destacar o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e EPC, betoneiras, carrinhos de mão para transporte de insumos, pincéis, etc. 

7. Adotar inovação e tecnologia

A tecnologia e a inovação são elementos fundamentais para o aumento da produtividade no setor. Além de reduzir a necessidade de trabalho manual e repetitivo, a utilização dessas ferramentas é responsável por melhorar os processos de gestão de obras. 

Assim, existem muitas tecnologias que tem agido de maneira positiva na construção civil, como novos softwares para diferentes setores, drones. Além disso, outra tecnologia inovadora que merece cada vez mais destaque é o BIM. Essa metodologia aumenta a produtividade através da maior integração entre as diferentes áreas e automação de vários processos. 

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

6 métricas de produtividade na gestão de obras na construção

Existem algumas métricas de produtividade que você pode usar na sua empresa: 

  1. Capacitação e treinamento da mão de obra;
  2. Retrabalho;
  3. Matéria-prima;
  4. Layout do canteiro de obras;
  5. Segurança do trabalho;
  6. Planejamento e controle de obras. 

Então agora que você conhece as métricas de produtividade na construção civil, entenda mais sobre cada uma delas: 

1. Capacitação e treinamento da mão de obra

Quando são bem capacitados e remunerados de maneira justa, os colaboradores tendem a criar vínculos com a empresa e aumentar a produtividade. 

2. Retrabalho

Um trabalho que precisa ser feito novamente aumenta o desperdício e os prazos do projeto. 

3. Matéria-prima

Ao usar bons materiais, a empresa precisa de menos retrabalho e tem maior controle do estoque. 

4. Layout do canteiro de obras

Um espaço bem organizado e planejado para melhorar a circulação dos colaboradores e máquinas acelera o trabalho e simplifica o acesso aos materiais. 

5. Segurança do trabalho

A segurança é fundamental para evitar que os colaboradores se machuquem, o que resultaria em prejuízos financeiros, impacto no prazo e, principalmente, custo humano. 

6. Planejamento e controle de obras 

Quando o plano está em sintonia com a realização da obra, não há desperdício ou desabastecimento. Atrasos e erros também se tornam menos comuns. 

Conte com a ferramenta certa para a gestão de obras!

Já conhece o Obra Prima? Somos um software de gestão de obras ideal para as pequenas e médias construtoras que buscam sucesso no setor! Para conhecer todas as nossas funcionalidades e vantagens, clique na imagem abaixo e agende uma demonstração gratuita e sem compromissos com o nosso sistema: 

Software de gestão de obras

Se você gostou desse conteúdo e quer ter acesso a mais, acompanhe o blog do Obra Prima e siga a nossa conta no Instagram

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.