Menu

Gestão de custos na construção civil: 7 dicas que você não pode deixar de ver!

Amanda Libia

Compartilhe nosso conteúdo

Conheça as dicas que podem tornar a gestão de custos na construção civil um diferencial para a sua construtora.

A construção civil é um setor do mercado que trabalha com valores altos de investimento e processos complexos e detalhados. Você sabe que o dia a dia na obra não sai barato não…

Por isso, o controle necessário para garantir os melhores resultados, com máxima qualidade em projetos e lucratividade para a construtora, muitas vezes, parece difícil de conquistar.

Todo o esforço e investimento na hora de melhorar o controle, então, é bem-vindo, principalmente quando estamos falando em gestão de custos na construção civil. 

Afinal, mesmo um pequeno erro de cálculo na quantidade de tijolos pode gerar uma compra e gasto emergencial que impacte todo o projeto, prejudicando o orçamento, cumprimento de prazos e crescimento da construtora.

Que tal descobrir algumas formas simples de otimizar esse controle todo? Separamos algumas dicas de gestão de custos para a sua construtora?

O que fazer para otimizar a gestão de custos na construção civil?

Se controlar orçamentos é tão essencial, é indispensável que sua construtora busque práticas que permitam controlar melhor os custos e utilizar os recursos financeiros de maneira inteligente e estratégica.

Para ajudar sua construtora nesse processo, trazemos 7 dicas que não devem ser ignoradas:

1. Organizar um cronograma

Quando falamos em cronograma o natural é pensar naquele que descreve as atividades que vão ser desempenhadas no canteiro de obras. 

No entanto, existe um segundo tipo muito importante: o de custos.

Nesse cronograma sua construtora deve organizar os valores referentes a materiais, mão de obra e equipamentos de cada atividade da execução de obras. 

Dessa forma, a visibilidade de quanto já foi gasto e de quanto a construtora deve ter ainda disponível em caixa é maior e controlar a entrada e saída de dinheiro fica mais simples. 

2. Acompanhar o uso dos insumos

Mais do que acompanhar quanto se gasta ao longo do tempo em termos de dinheiro, é indispensável acompanhar o uso de cada material e equipamento no canteiro de obras.

Com esse acompanhamento, a gestão de obras ganha controle sobre desperdício de materiais, tratamento de resíduos e imprevistos que geram a necessidade de realizar compras não planejadas.

Mais do que identificar esses pontos, o acompanhamento do uso de insumos permite corrigir problemas antes que eles impactem o orçamento da obra, garantindo maior controle para a gestão de custos.

Leia também:

Gestão de compras na construção civil: o segredo está na cotação de fornecedores >

Guia completo da gestão de compras na construção civil >

3. Escolher bem os equipamentos utilizados

A primeira decisão a ser tomada aqui é definir o que é melhor para sua obra: locação ou compra de equipamentos. 

Considerar o custo-benefício é essencial, já que nos dois casos os custos para a obra são altos.

Em um primeiro momento pode parecer mais rentável comprar equipamentos, mas dependendo da frequência de uso em projetos sua construtora pode acabar com um equipamento parado, que exigirá manutenções constantes e espaço de armazenamento adequado.

Para ajudar na decisão veja aqui algumas dicas e vantagens da locação de equipamentos.

4. Nunca ignorar as responsabilidades trabalhistas

Controlar os custos depende de proteger os trabalhadores, cumprindo os direcionamentos da Saúde e Segurança do Trabalho (SST), como o uso de EPIs e EPCs, além de cumprir as NRs que se aplicam ao canteiro de obras.

A falta de atenção a esses pontos pode significar a ocorrência de acidentes e problemas com a fiscalização que paralisem obras e gerem custos de mão de obra afastada por problemas médicos ou até mesmo por encargos relacionados a acidentes fatais ou incapacitantes.

A responsabilidade trabalhista também deve ser observada nos direitos e deveres em contratos com trabalhadores e empresas de terceirização, protegendo a construtora contra disputas que gerem custos de advogados, multas ou indenizações.

5. Manter um bom relacionamento com fornecedores.

A relação com o fornecedor pode trazer muitos benefícios para a gestão de custos. 

Quando existe uma parceria e confiança, negociar prazos de pagamento e descontos em volumes maiores de compras se torna mais fácil, além da construtora conquistar certa prioridade quando necessitar de entregas emergenciais.

Ainda que essa parceria seja vantajosa, no entanto, é importante lembrar que o custo-benefício para a obra deve vir em primeiro lugar e nem sempre comprar do fornecedor parceiro será a opção mais benéfica para os custos do projeto.

Tenha um relacionamento de confiança para receber produtos de qualidade e poder fazer boas negociações, mas não deixe de pesquisar concorrentes para conhecer os valores do mercado de construção.

Leia também:

6 dicas essenciais para lidar com fornecedores de materiais de construção >

6. Avaliar custos indiretos

O orçamento de obras e o financeiro da empresa devem considerar não apenas os custos do projeto, como materiais, mão de obra, documentação e equipamentos, mas todos os custos que a construtora precisa cobrir naquele período.

Por isso, além de considerar o custo de execução da obra, lembre-se de sempre avaliar quais os custos indiretos da sua construtora. 

Eles incluem aluguel, materiais, contas de água e luz e o salário dos empregados que trabalham no escritório da construtora.

A única forma de gerenciar bem os custos na construção civil é sabendo não só quanto é necessário para realizar os projetos contratados, mas o custo de manter as operações internas mês a mês.

7. Considerar custos de manutenção

Manutenção é sempre um ponto que muitas construtoras se esquecem de considerar. Sua empresa com certeza tem EPIs e EPCs no estoque, além de alguns equipamentos, mesmo que a maioria dos que utiliza sejam alugados.

Esses equipamentos devem ser verificados com frequência e receber a manutenção ou serem substituídos sempre que possível. 

Dessa forma, sua construtora evita problemas com a fiscalização da SST, riscos de acidentes dos trabalhadores e mal funcionamentos que atrasem a obra.

Pensar em custos de manutenção também é possível no contrato com o cliente. 

Esse é um serviço que pode ser oferecido e considerado no orçamento, colocando a construtora como responsável, por exemplo, da manutenção preventiva de elevadores, entre outras possibilidades.

Introduzir tecnologia na gestão de custos na construção civil

Uma gestão de custos eficientes depende de controle de processos e etapas, seja no canteiro de obra, na relação com clientes e fornecedores ou no dia a dia do escritório da construtora.

A tecnologia pode ser o diferencial que garante esse controle, se for utilizada da forma correta. 

Existem muitas opções para o controle de custo, mas uma das que mais se destaca é o software de gestão de obras, que integra os diferentes departamentos e oferece maior visibilidade dos processos da construtora e de cada obra em particular.

Nele é possível controlar orçamentos de obra, considerando custos diretos e indiretos, melhorar a comunicação com trabalhadores, fornecedores e clientes e automatizar cálculos de fluxo de caixa e no departamento de compras, atendendo todas as particularidades para uma boa gestão de custos na construção civil.

Conheça as vantagens da gestão de obras integrada e os impactos de um software e descubra como otimizar todos os processos de sua construtora com os conteúdos Obra Prima.

software de gestão de obra

Pesquisar matéria

Quer transformar sua gestão de obras?

Experimente o sistema Obra Prima!

Matérias relacionadas

Gestão de custos na construção civil: 7 dicas que você não pode deixar de ver!

Conheça as dicas que podem tornar a gestão de custos na construção civil um diferencial para a sua construtora.
Gestão de custos na construção civil
Gestão de custos na construção civil

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.