Pesquisar

Gerenciamento de obras: 11 segredos para uma gestão eficiente

Descubra os 11 segredos (que você precisa conhecer) para realizar um gerenciamento de obras eficiente na sua construtora. Confira aqui:
Gerenciamento de obras: 11 segredos para uma gestão eficiente
Gerenciamento de obras: 11 segredos para uma gestão eficiente

O gerenciamento de obras é uma tarefa fundamental para o sucesso empresas da construção civil. Descubra aqui 11 segredos para melhorar a gestão na sua construtora.

Fazer a gestão de obras, principalmente quando estão em andamento mais de um projeto por vez, é desafiador. Além de um ritmo intenso, as atividades e tarefas estão divididas que costumam obedecer um cronograma que precisa ser seguido em uma ordem específica, quando um desanda, tudo se complica. 

Qualquer erro, falta de material, equipamento ou recurso pode provocar atrasos e, consequentemente, um aumento no custo final do empreendimento e prejuízo para as construtoras. Ou seja, a sua empresa precisa evitar que esses problemas aconteçam, afinal, ninguém quer ter que colocar a mão no bolso para arcar com esses prejuízos, né?

Fazer um bom gerenciamento de obras é indispensável para cumprir os prazos, garantir um aumento da produtividade e diminuir os atrasos. Quer entender como melhorar a gestão de obras na sua construtora? Então, acompanhe o texto.  

O que é o gerenciamento de obras? 

O gerenciamento de obras é um serviço fundamental para os projetos das construtoras, ele é responsável por assegurar que tudo que foi estabelecido lá no começo, como os processos construtivos e burocráticos do empreendimento, seja feito da forma mais eficaz possível, garantindo que orçamentos e cronograma sejam cumpridos. 

Qualquer construtora que pretende se profissionalizar e ter sucesso, precisa obrigatoriamente fazer um bom gerenciamento de obras. Se bem executada, essa tarefa garante que não haverá impactos muito negativos na produtividade dentro do canteiro de obras. 

Esses impactos negativos acontecem, principalmente, por causa de: planejamentos inadequados de cronograma de compras, equipes de produção, entrega de materiais, entre muitos outros que as construtoras já conhecem bem… 

Os problemas se tornam ainda mais graves para as pequenas e médias construtoras que muitas vezes não têm estrutura suficiente para lidar com o prejuízo e isso pode gerar consequências ainda mais impactantes. Por isso, é importante ter um profissional responsável pelo gerenciamento de obras. Vamos entender o papel que ele exerce dentro do projeto:

Profissionais responsáveis pelo gerenciamento de obras

Realizar o gerenciamento exige profissionais completos, ou seja, profissionais que têm essa responsabilidade precisam possuir diversos conhecimentos sobre custos, prazos e contratos. Além de ter habilidades de gestão de pessoas e saber liderar. 

Um gestor de obras que sabe fazer bem o seu trabalho precisa estar preparado para antecipar possíveis problemas e trazer soluções. De acordo com a legislação do Brasil, essa tarefa precisa ser feita por engenheiros civis ou arquitetos qualificados. 

Por que um sistema de gerenciamento de obras é importante para as pequenas e médias construtoras?

O objetivo principal de fazer um bom gerenciamento de obras é assegurar que o projeto seja finalizado de acordo com aquilo que foi estabelecido, com o mínimo de problemas possíveis. 

Entre as vantagens que esse trabalho bem feito pode trazer para as construtoras podemos citar: 

  • controle financeiro;
  • controle de estoque;
  • estratégia produtiva na realização dos projetos;
  • uma boa antecipação de imprevistos / problemas. 

Todas essas vantagens estão ligadas e são fundamentais para um bom andamento das obras. Portanto, se acontecer algum problema em uma delas, as chances das outras serem afetadas também são grandes.

E não tem nem como negar a importância de cada uma delas: 

  • O controle de estoque é extremamente importante. Assim como manter o controle adequado, de maneira que não faltem materiais, gerando atrasos e, consequentemente, aumento dos custos. Também é fundamental que não sobrem materiais, evitando desperdícios. Tudo isso traz qualidade e mais segurança para a obra. 
  • O planejamento da estratégia produtiva assegura que todas as etapas da obra, como: fundação, acabamentos, instalações hidráulicas e elétricas, sejam cumpridas seguindo uma sequência lógica, fazendo com que essas atividades se tornem mais eficientes e efetivas. 
  • Um dos maiores pilares de qualquer construção é o custo. Realizar um planejamento para ter um controle financeiro adequado é fundamental. Dentro de um bom gerenciamento de obras é possível conhecer todos os gastos em detalhes e fazer um monitoramento de como está o orçamento, esse indicador mostra se o projeto está em um bom caminho ou não. 
  • Assim, o gerenciamento de obras eficiente torna possível uma boa antecipação de problemas. É completamente normal que aconteçam imprevistos, porém, estar preparado para eles com planos de ação previstos no gerenciamento do projeto são capazes de diminuir os danos que esses problemas iriam causar normalmente, o que impacta de maneira direta o custo final da obra. 

Pensando em como ajudar as pequenas e médias construtoras, separamos aqui 11 segredos para colocar em prática, confira aqui: 

11 segredos para um gerenciamento de obras eficiente na construção civil

Você já se perguntou como melhorar a gestão de obras dentro da sua construtora? Então, acompanhe esses 11 segredos e já comece a aplicar na sua empresa: 

  1. Faça um bom planejamento; 
  2. Analise o orçamento com frequência;
  3. Defina metas;
  4. Faça uma boa gestão dos suprimentos;
  5. Estabeleça bons canais de comunicação;
  6. Faça um bom controle do fluxo de caixa;
  7. Antecipe os problemas;
  8. Diminua os custos;
  9. Tenha um bom controle do seu estoque de materiais;
  10. Fique de olho nos riscos;
  11. Use a tecnologia a seu favor. 

Vamos entender melhor cada uma delas mais a fundo:

1. Faça um bom planejamento 

O primeiro passo para realizar um gerenciamento de obras eficiente é investir tempo e esforços em um bom planejamento. Ele será a sua referência principal. Para isso, é preciso levantar quais são as etapas e as atividades que precisam ser feitas, assim como os seus respectivos insumos, prazos de execução e custos que vão gerar. 

2. Analise o orçamento com frequência

Se você ficar de olho no orçamento, consegue ver o que está ocupando mais espaço do que é necessário, acompanhar o previsto vs. realizado, entre outras ações que vão ajudar a evitar imprevistos ou prejuízos e vai ficar mais fácil não estourar o limite estabelecido e combinado com o cliente no começo do projeto. 

3. Defina metas

Toda construtora precisa sempre comunicar à sua equipe qual é o objetivo do próximo passo da obra. Isso vai ajudar a manter o time focado para conseguir atingir a meta, melhorando a qualidade do trabalho e diminuindo ou até evitando atrasos por falta de clareza nas definições das tarefas. 

4. Faça uma boa gestão dos suprimentos

Não é legal que as atividades fiquem paradas ou paralisadas por falta de material durante a obra. Isso vai fazer com que você perca tempo de execução e vai gerar maior custo para o empreendimento. 

Para evitar que isso aconteça, é preciso que os materiais enviados para compra estejam aprovados pelo seu time técnica e validados seguindo o projeto executivo. Mantenha um canal de comunicação ativo entre a equipe de compras e a engenharia para evitar aquisições desnecessárias, faltantes ou incorretas. E, já vamos falar melhor desses canais de comunicação na nossa próxima dica. 

5. Estabeleça bons canais de comunicação

A comunicação eficiente é a chave para o sucesso das suas obras da construtora. É necessário estabelecer qual é a maneira de fazer a comunicação interna, quem vai dar o start nos processos e como vai ser feito o seu controle e monitoramento do que está acontecendo. 

Processos bem elaborados, que atendem às demandas do projetovão facilitar o atendimento das necessidades da equipe que está realizando, evitando a falta de produtividade e, consequentemente, um aumento nos custos do projeto. 

Para conseguir manter um bom gerenciamento de obras, além de uma comunicação eficiente com a equipe interna, é necessário que o seu cliente também esteja bem informado sobre como vai o andamento do projeto. Monitorar a expectativa dele quanto ao empreendimento é fundamental para mantê-lo engajado durante todo o ciclo de vida da construção. 

6. Faça um bom controle do fluxo de caixa

Não precisamos nem dizer o quanto esse tópico é importante. Ter um controle dos custos e receitas de um projeto é essencial para alinhar a gestão às expectativas da organização. Por isso, manter o orçamento base atualizado é fundamental para o bom gerenciamento de obras. 

Observando que qualquer mudança no prazo ou no escopo vai gerar uma alteração no capital do projeto, para manter o controle de custos atualizado, é sempre bom investir em um software de gestão de obras que consiga fazer esse papel no planejamento dos seus projetos. 

Nesses programas, através do acompanhamento do desembolso mensal, é possível criar e elaborar gráficos de curva, que vão revelar como está a tendência dos gastos e do fluxo de caixa do projeto, por exemplo. 

7. Antecipe os problemas

Quando um problema acontece, o melhor cenário possível é a gente já estar pronto para ele e saber como agir para resolver. Consegue se imaginar tomando uma decisão de maneira assertiva e rápida baseada em um monte de dados desorganizados e desatualizados? É um caos, correto? É por esse motivo que para fazer uma boa administração de obras, um grande aliado é o cronograma bem planejado e executado.

Com ele, é possível visualizar o projeto do começo ao fim e levantar os problemas e imprevistos que podem surgir em cada uma das etapas. Pensando em soluções e deixando planos prontos para esses momentos. Assim, você vai ganhar tempo e evita tomar decisões erradas.  

8. Diminua os custos 

Uma construção com atrasos recorrentes na sua execução pode comprometer e até inviabilizar completamente a entrega do projeto. Economizar com um bom gerenciamento de obras significa investir os seus recursos financeiros nos momentos e lugares certos. 

Gerenciar bem uma construção reduz as chances de atrasos, de pagamento de impostos incorretos e de continuar com materiais e equipes que não estão rendendo o esperado. Equipes e materiais são os dois recursos mais caros das obras. Caso não sejam produtivos, isso pode acabar atrasando a entrega final. 

Ou seja, diminuir custos aqui significa fazer uma boa gestão de obras que é vantajosa para o cumprimento do prazo e influencia todas as áreas envolvidas no projeto. 

9. Tenha um bom controle do seu estoque de materiais

Uma das falhas mais comuns no gerenciamento de obras é a má gestão da logística de estoque. Isso acontece tanto na falta de materiais necessários quanto no desperdício. Um bom gestor tem uma lista de todos os itens que compõem o projeto, assim como em quais etapas eles vão ser usados e qual a quantidade disponível (e necessária). Isso vai evitar erros recorrentes.  

10. Fique de olho nos riscos

É necessário prestar atenção nos riscos que podem impactar de maneira negativa o andamento da sua obra. Então, durante o gerenciamento é importante tomar medidas para evitar que eles aconteçam, ou, pelo menos, diminuir o seu efeito. 

Um risco com um grande impacto negativo é capaz de levar o empreendimento ao seu colapso. Além disso, as oportunidades também podem representar outras consequências e elas podem ser positivas. Dessa maneira, é essencial trabalhá-las para que essas ajudem a melhorar a condição inicial planejada para a obra. 

11. Use a tecnologia a seu favor

Existem muitos softwares que podem ajudar a sua construtora a fazer um bom gerenciamento de obras. Eles ajudam em cada uma dessas etapas. Por isso, você precisa encontrar o sistema que mais combina com a sua construtora para já começar a usar e ver a diferença que vai fazer no seu dia a dia na construção civil. 

Conheça o Obra Prima

O Obra Prima é um software de gestão de obras que centraliza e facilita a sua rotina do escritório ao canteiro de obras e até na comunicação com o cliente. Temos muitas funcionalidades e facilidades para as pequenas e médias construtoras com um preço que cabe no seu bolso. 

Com o nosso sistema, é possível:

  • Organizar o seu planejamento, orçamento, cronograma de obras;
  • Ter um maior controle financeiro em todas as suas obras;
  • Melhorar a comunicação com o cliente;
  • Organizar o administrativo do seu negócio;
  • E muito mais… 

Dentro do Obra Prima, é possível acompanhar o andamento da obra com o nosso modelo de RDO. Além disso, a sua construtora vai ter um controle muito maior do estoque, do que está acontecendo no canteiro e em que etapa está cada um dos projetos, assim, qualquer problema vai ser resolvido com mais agilidade e precisão. 

Além disso, o Obra Prima também conta com: 

  • Portal do Cliente;
  • Cotação Online;
  • Previsto x Realizado;
  • Mediação Física. 

Pensando nos problemas enfrentados na rotina das pequenas e médias construtoras, encontramos soluções que vão ajudar a sua empresa a conquistar mais clientes e ter sucesso no setor da construção civil.  

Quer conhecer o nosso sistema e descobrir todas as vantagens do Obra Prima? Clique aqui e agende a sua demonstração gratuita. 

E não acaba por aí. Sabemos que as dificuldades não se resumem apenas a administração de obras. Pode ser difícil acompanhar as novidades e inovações de um mercado que está em constante evolução. Pensando nisso, também temos um blog e um Instagram, cheios de conteúdos exclusivos para você ficar por dentro de tudo que acontece. 

Clique na imagem abaixo e conheça o nosso podcast, o Obra Cast. 

banner obracast

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.