Menu

Cronograma físico-financeiro de obras: ferramenta para o sucesso das construtoras

Amanda Gregio

Compartilhe nosso conteúdo

Descubra o poder do cronograma físico-financeiro de obras! Essa é uma ferramenta indispensável para o sucesso das construtoras.

Neste artigo, você vai entender como a abordagem integrada de planejamento e controle ajuda na eficiência operacional, promove uma gestão financeira sólida e proporciona uma conclusão bem sucedida nos projetos da construção civil. 

O cronograma físico-financeiro é uma ferramenta primordial para evitar que o orçamento e os prazos do projeto fujam do controle. É chamado assim porque considera o planejamento de custos de acordo com cada fase física (ou construída) da obra, avaliando quanto dos recursos do orçamento já foram utilizados em cada uma dessas etapas. 

Esse tipo de controle auxilia diretamente no gerenciamento do projeto, porque ajuda a analisar como está a realidade da execução em relação aquilo que foi planejado.  Além disso, também permite realizar ajustes nos times de obra quando necessário e oferece uma maior previsibilidade para os custos. 

Ou seja, levando em consideração como é complexo realizar o gerenciamento de projetos da construção civil, utilizar uma abordagem sistemática pode fazer toda a diferença na hora de manter o controle em relação às obras.

O que é o cronograma físico-financeiro de obras?

Para entender o que é o cronograma físico-financeiro de obras basta separar as palavras e compreender o que cada uma delas representa: 

  • O cronograma físico, trata da parte de planejar cada tarefa que deverá ser executada, e quando realizá-la;
  • O cronograma financeiro está relacionado com o orçamento de cada atividade, quanto se planeja gastar em cada etapa da obra e como isso vai afetar o orçamento total. 

De maneira direta, o cronograma físico-financeiro é a junção desses dois campos de visão e controle do projeto. É a união do planejamento (cronograma de obras) com o orçamento (custo de obras)

A partir disso, essa importante ferramenta oferece uma visão clara da porcentagem de avanço do projeto e dos custos planejados que a obra vai precisar em cada etapa. Então, se você tiver um cronograma físico-financeiro bem elaborado e acompanhá-lo com cuidado, as chances de entregar a sua obra dentro do orçamento e do prazo combinado aumentam muito. 

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

4 benefícios de utilizar um cronograma físico-financeiro nos seus projetos!

Contar com um cronograma físico-financeiro bem elaborado, sempre atualizado, pode trazer diversas vantagens para a sua empresa da construção civil. Confira a seguir quatro que destacamos: 

  1. Facilidade para conseguir um financiamento;
  2. Controle do fluxo de caixa;
  3. Equipes mais eficientes e melhor gerenciadas;
  4. Planejamento cada vez mais realista.

Agora que você conhece as vantagens, vamos entender melhor cada uma delas a seguir, acompanhe: 

1. Facilidade para conseguir um financiamento

O Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e outras instituições brasileiras geralmente trabalham com o cronograma físico-financeiro como ferramenta de controle. Dessa maneira, esse documento é, diversas vezes, um pré-requisito para a liberação de recursos, e deve ser atualizado ou desenvolvido por orçamentistas profissionais e qualificados.   

2. Controle do fluxo de caixa

Controlar o dinheiro que entra e sai da construtora é fundamental para a saúde financeira do seu negócio, e não seria diferente em cada projeto em particular. O prazo e orçamento definidos para cada empreendimento, se estourados, podem trazer custos extras e incômodos a serem resolvidos por todos na organização: desde o canteiro de obras até a diretoria. 

O cronograma físico-financeiro possibilita ver onde estão os desembolsos de acordo com cada etapa do projeto e o período. Assim, é possível agir com velocidade caso algo se desvie muito do planejado, comunicar os colaboradores responsáveis, ajustar outras fases e tomar outras diversas medidas de correção. 

3. Equipes mais eficientes e melhor gerenciadas

A partir do controle do que foi feito, em quanto tempo e a que custo financeiro, é possível realizar uma avaliação rápida que possibilita ter uma ideia de onde estão as lacunas de produtividade. 

Por exemplo, se o prazo combinado no início de um planejamento para a fase de acabamento era de 10 meses e o período de realização foi de 20 meses, vale a pena entender quais são os fatores que influenciaram nesse atraso. 

Afinal, um acompanhamento executivo de obras permite que a equipe tenha insights e esses podem melhorar muito a gestão do projeto como um todo.  

4. Planejamento cada vez mais realista

O principal intuito de determinar metas financeiras e prazos realistas é para que eles sejam cumpridos. Ou seja, não adianta colocar objetivos fora da realidade para os times financeiro e de obras. Quanto mais se planejam, mais fácil fica de prever cenários e identificar padrões. 

Por exemplo, depois de realizar três projetos do mesmo porte com o mesmo time, é possível ter uma média de tempo e custo de cada uma das etapas. Avaliando se as metas e os prazos foram respeitados ou não, se tem uma medida do quanto o planejamento condiz com a execução.  

Então, o cronograma físico-financeiro fica cada vez mais inteligente e adaptado à realidade da sua empresa. Se for o caso de precisar mudar alguns itens, é simples de avaliar e verificar onde será necessário realizar algumas alterações. 

Passo a passo para a realização de um cronograma físico-financeiro de obras

Agora que você já entendeu o que é, qual é a importância e os benefícios do cronograma físico-financeiro, vamos para o passo a passo para a elaboração desse planejamento de maneira eficaz na sua construtora, acompanhe: 

  1. Determinação da EAP e premissas do projeto;
  2. Elaboração do orçamento de obras do projeto;
  3. Sequenciamento das tarefas e atividades;
  4. Elaboração do cronograma físico da obra;
  5. Elaboração do cronograma físico-financeiro da obra. 

A seguir, entenda melhor como funciona na prática cada uma dessas etapas para elaborar o seu cronograma físico-financeiro de obras: 

1. Determinação da EAP e premissas do projeto

É sempre importante lembrar que o cronograma físico-financeiro é a união entre o cronograma e o orçamento. Por isso, é fundamental determinar uma Estrutura Análitica de Projeto, ou EAP, que seja capaz de compatibilizar essas duas ferramentas juntas. 

Para que isso seja possível, primeiro você vai definir qual será a metodologia de construção que faz mais sentido para o projeto em questão. Depois, é necessário determinar as fases da construção, de acordo com o escopo do projeto. E, para chegar a todas essas informações, você vai precisar avaliar o projeto, determinar as premissas e estabelecer as restrições construtivas. 

A partir daí, terá os subsídios iniciais para elaborar a EAP, já buscando compatibilizar as necessidades do cronograma com o orçamento da obra. Uma vez que a Estrutura Analítica de Projeto (EAP) está pronta e as premissas estão bem definidas, você terá em mãos uma ótima base para seguir para a segunda etapa, em que vai elaborar o orçamento do seu projeto.  

2. Elaboração do orçamento de obras do projeto

Com o escopo geral da obra em mãos, a metodologia de construção e as fases da obra, você tem condições de construir com mais precisão o orçamento do projeto. Aqui, entram os custos diretos e indiretos, porque esse orçamento dará sustentação a toda a parte financeira do cronograma. 

Ou seja, qualquer possível custo que ficar de fora pode causar surpresas indesejáveis durante a realização da obra. Por essa razão é fundamental levar em conta todos os pontos observados na etapa anterior, desde o tipo de insumo até os quantitativos e as possíveis restrições que vão aparecer. 

Para te ajudar a elaborar um orçamento de obras completo, o Obra Prima criou um Modelo gratuito para você! Assim, fica muito mais fácil finalizar o projeto sem prejuízos, sem atrasos e de forma muito mais ágil e assertiva. Clique na imagem abaixo, faça o download e comece a usar: 

3. Sequenciamento das tarefas e atividades

Na primeira etapa da elaboração do seu cronograma, você determinou as fases do projeto, agora é necessário definir a ordem em que cada uma das fases e etapas vão acontecer, e isso já começará a dar uma forma mais próxima do resultado final do documento elaborado. 

A sequência de tarefas e atividades é fundamental para planejar toda a logística da obra. Por exemplo, ela ditará quando você vai precisar de materiais específicos e profissionais, e em qual quantidade. Ela vai definir também como e onde armazenar os insumos, quais atividades serão realizadas ao mesmo tempo e como acomodar tudo isso dentro do seu canteiro.  

4. Elaboração do cronograma físico da obra

Quem vai fazer o que e quando? É exatamente isso que o seu cronograma físico vai responder, baseado na sequência de atividades determinadas no passo anterior. A partir dessa sequência de tarefas, chegou a hora de designar os responsáveis por cada sequência e estabelecer prazos para os profissionais ou equipes. 

Uma boa maneira de assegurar que o cronograma físico de obra seja seguido mesmo em grandes projetos é a elaboração desse documento usando a linha de balanço. Assim, é possível contar com todas as vantagens da linha de balanço e manter a sintonia entre os times ao longo de toda a obra. 

Além de um modelo de orçamento de obras, também criamos um modelo gratuito de cronograma para você usar! Chega de entregar projetos atrasados e sem organização! Com essa planilha, você vai cumprir todos os prazos, planejar as etapas da obra, acompanhar a execução e controlar o tempo gasto em cada etapa. Para fazer download e começar a usar, clique na imagem abaixo: 

5. Elaboração do cronograma físico-financeiro da obra 

Por fim, chegou a hora de reunir todos os passos anteriores e finalizar a elaboração do seu cronograma físico-financeiro de obras.

Sem um software competente, seria um grande desafio manter o seu cronograma físico-financeiro sempre atualizado e comparando os avanços planejados com o efetivamente feito no canteiro. 

A seguir vamos nos aprofundar nesses sistemas, acompanhe.  

Ferramentas para criar e gerenciar cronograma físico-financeiros de obra

O cronograma físico-financeiro é uma ferramenta fundamental para ajudar a construtora ou empresa do setor da construção civil a girar o ciclo de melhoria contínua em gestão conhecido como PDCA (Plan, Do Check, Act ou, em português, Planejar, Fazer, Checar, Agir). 

Mas, seria quase impossível fazer isso sem um sistema que faça a integração da parte da execução com a análise e o comparativo entre aquilo que foi planejado e o que foi de fato realizado. 

A boa notícia é que o sistema de gerenciamento de obras do Obra Prima permite essa integração entre o planejamento e o orçamento e gera uma previsão dos avanços e do consumo do orçamento de maneira rápida e simples. 

O nosso sistema é 100% na nuvem, facilitando o acesso através de qualquer dispositivo, seja web ou mobile. Documentos digitalizados e disponíveis online, maior agilidade na comunicação com cliente e compartilhamento de atualizações das obras, custo zero com servidores e backups e muito mais. 

Com o Obra Prima, você consegue fazer o controle dos recursos disponíveis, como mão de obra e materiais para alocar os esforços e impedir que a construção saia de controle. Além disso, é possível fazer o acompanhamento de perto da evolução de cada etapa do projeto, para se planejar e evitar paralisações nos canteiros. 

Aproveite a ajuda do Obra Prima para o seu dia a dia na construção civil e conte com benefícios como: 

  • Portal do Cliente;
  • Relatório Diário de Obra (RDO);
  • Cotação Online;
  • Previsto x Realizado;
  • Medição Física;
  • e muito mais! 

Essas são apenas algumas das diversas funcionalidades do Obra Prima que facilitam a sua rotina no setor. Para conhecer mais, clique na imagem abaixo e faça um agende uma demonstração sem custo e sem compromissos do nosso sistema: 

Software de gestão de obras

Comece 2024 um passo à frente! 

Realizar o acompanhamento contínuo de perto do cronograma durante a execução da obra é fundamental para entregar projetos com qualidade e dentro dos combinados iniciais. Isso vai trazer mais satisfação para os clientes e sucesso para as suas obras!

Para mais conteúdos como este, acompanhe o blog do Obra Prima e não deixe de seguir a nossa conta no Instagram, lá estamos sempre compartilhando muitas novidades e dicas imperdíveis. 

Pesquisar matéria

Quer transformar sua gestão de obras?

Experimente o sistema Obra Prima!

Matérias relacionadas

Cronograma físico-financeiro de obras: ferramenta para o sucesso das construtoras

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.