Pesquisar

Cronograma físico-financeiro de obra: vantagens dessa ferramenta

Cronograma físico-financeiro de obra: vantagens dessa ferramenta
Cronograma físico-financeiro de obra: vantagens dessa ferramenta

Descubra quais são as vantagens de um cronograma físico financeiro de obra para a sua construtora. 

A gestão de obras e a gestão financeira são processos complexos que exigem ferramentas para auxiliar no desenvolvimento das construções. É exatamente para isso que existem, no caso do gerenciamento de obras junto com o controle financeiro, os cronogramas físico-financeiros de obras.   

O cronograma físico-financeiro é uma ferramenta fundamental para garantir que o orçamento e prazos das obras saiam como planejado. Ele é chamado assim porque considera o planejamento dos custos levando em consideração a etapa física (ou construída) da obra, avaliando quanto dos recursos planejados já foram utilizados em cada uma das fases. 

Esse tipo de controle auxilia diretamente na gestão de obra, uma vez que ajuda a entender como está a realidade da execução em relação aquilo que foi planejado. Também possibilita ajustar as equipes de obras e ter maior previsibilidade dos gastos e custos. 

Este cronograma está previsto nas normas da ABNT para controle das atividades executivas de uma construção, principalmente na Norma 13531, descrito no parágrafo: 

“3.3.5. – As atividades técnicas de projeto devem ser apresentadas em cronograma físico-financeiro que informe os prazos necessários, as datas dos eventos e os seus custos.”

O que é o cronograma físico-financeiro?

O cronograma físico-financeiro é uma ferramenta muito usada na construção civil, mas seus aspectos podem ser aplicados em qualquer projeto, inclusive nas atividades de uma organização. 

Ele é físico porque baseia-se no “avanço real” das entregas. E é financeiro, pois apresenta os custos ligados ao tempo de produção das etapas. 

O conceito é fundado em organizar, de maneira detalhada, as datas de entrega de uma determinada operação, assim como o desempenho, atrasos, mão de obra necessária, gastos, compra de materiais e insumos, antecipação de imprevistos e problemas, entre outros. 

Quando bem elaborado, um cronograma físico-financeiro garante mais facilidade na execução das tarefas de uma empresa e se torna uma excelente ferramenta para ajudar a construtora a alcançar os seus objetivos. 

Essa metodologia nivela a gestão da empresa com o projeto que precisa ser realizado, assegurando o planejamento para a execução das fases e determinação dos prazos e projeções de custos e gastos. 

Dessa maneira, é possível que o gestor antecipe as atividades, faça alterações, reduza o desperdício e retrabalho e, então, seja capaz de atingir o lucro final necessário para a organização. 

Ou seja, o cronograma físico-financeiro de obra possibilita a determinação daquilo que é prioridade, histórico das atividades e foco na realização das tarefas em cada fase. 

O gestor responsável por elaborar o cronograma precisa ter em mente que, em um determinado momento, alterações podem acontecer em algum projeto da organização. Dessa forma, o objetivo é construir um documento que mostre opções viáveis para a continuação das atividades da empresa. 

Como o cronograma físico-financeiro de obra funciona na prática?

Para fazer o cronograma físico-financeiro da obra, primeiro, o gestor precisa estabelecer o que deve ser entregue com mais urgência, depois determinar a sequência de atividades necessárias para a continuação de um projeto. A fase seguinte consiste em combinar os prazos de realização das etapas e, por fim, calcular os custos da construção.

1. Organização do caixa

O cronograma físico-financeiro possibilita que a empresa se programe para as fases necessárias da realização de um projeto e também esboce os recursos financeiros essenciais para atingir os resultados esperados, viabilizando o lucro e a diferenciação dentro do mercado. 

Nele, as despesas com a realização das tarefas são detalhadas de maneira diária, semanal ou até mensal, variando de acordo com o projeto. Esse tipo de informação permitirá à administração do caixa saber exatamente quanto e quando vai precisar gastar, evitandoassim empréstimos e outras despesas fora do previsto no orçamento de obras. 

2. Organização do tempo

Ao montar um cronograma físico-financeiro, o responsável pelo projeto poderá estabelecer quais são as prioridades e concentrar o foco dos times que, eventualmente, estejam atrasados em relação aos outros. 

A ferramenta também ajuda no momento de planejar compras de insumos, materiais ou serviços necessários para a execução e conclusão do projeto, fazendo com que diminua o estoque desnecessário e não gaste verbas com itens e serviços fora do previsto, o que pode ser caro. 

3. Ter em mãos a data prevista para a conclusão do projeto

Assim como a data de início de um projeto é muito importante, a sua data de finalização também é. 

O cronograma físico-financeiro é fundamental na criação de qualquer projeto para o empreendedor e com ele vai ficar mais fácil programar a realização de cada etapa, levando em conta quando e como será usado o orçamento de obras. Essa medida  evitará custos e gastos desnecessários fora do tempo.

Vantagens do cronograma físico-financeiro de obra

O cronograma físico-financeiro é muito prático, em apenas um diagrama ele é capaz de mostrar o percentual da evolução de todas as entregas de um projeto específico, além dos custos envolvidos. 

É muito útil na hora de justificar o montante usado, no momento de conseguir investidores e, sobretudo, controlar a obra. Outras vantagens que podemos destacar do uso do cronograma físico-financeiro para as empresas são: 

  • Controle do fluxo de caixa: controlar o dinheiro que sai e entra da empresa é fundamental para a saúde financeira dos negócios, e não seria diferente com cada obra em particular, é importante prestar atenção na saúde financeira do projeto;
  • Equipes mais eficientes e melhor gerenciadas: a mão de obra não fica ociosa devido a falta de materiais ou outros imprevistos quando você consegue acompanhar de perto e realizar um cronograma assertivo e detalhado;
  • Planejamento cada vez mais realista: por oferecer um planejamento detalhado das atividades, o cronograma proporciona coordenação entre as equipes e melhora o gerenciamento, otimizando a produtividade da empresa como um todo; 
  • Documentos detalhados: os documentos gerados por essa ferramenta, por apresentarem detalhes dos custos e gastos de uma obra, podem auxiliar a organização a conseguir um financiamento com o banco, pois o método demonstra se a empresa será ou não capaz de realizar os pagamentos combinados.

Quer ter mais controle das suas obras?

Para ter uma gestão financeira mais simples e fácil dentro da sua construtora, conheça o Obra Prima! Com essa ferramenta, você consegue visualizar todo o andamento das suas obras com muita agilidade e simplicidade. 

Além de organizar, também vai te ajudar em cada uma das etapas dos seus projetos, seja o cronograma, orçamento de obras ou comunicação com o cliente e o seu time dentro do canteiro. 

Quer conhecer a nossa ferramenta, clique na imagem abaixo: 

Para ter acesso a mais conteúdos como esse, acompanhe o nosso blog e não deixe de seguir o Obra Prima no Instagram! Escute também os episódios do nosso podcast, o Obra Cast, para ter acesso a muitas conversas interessantes sobre os temas mais relevantes da construção civil. 

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.