Menu

Construção Civil e Construção Pesada: entenda as diferenças

Amanda Gregio

Compartilhe nosso conteúdo

Você sabe quais são as principais diferenças entre a construção civil e a construção pesada? Confira aqui o material que preparamos e acabe com as dúvidas! 

No Brasil, a indústria da construção civil e construção pesada movimentam a economia do país e geram milhares de empregos para as pessoas. É por meio de obras de novos empreendimentos que o setor cresce e as mudanças de infraestrutura são realizadas. 

A construção civil é constituída por obras que incluem espaços comerciais, de serviço público e moradia. Já um projeto da construção pesada é focado em estradas, pontes, aeroportos e obras em que, de maneira geral, são contratadas somente por órgãos públicos. 

Isso quer dizer que as obras de construção pesadas são aquelas que normalmente precisam de licitações para serem executadas. Então, embora ambas estejam relacionadas com a indústria da construção, existem diferenças significativas entre elas em termos de escopo, projetos, complexidade e aplicação. 

Ao longo do texto, vamos explorar as principais diferenças entre a construção pesada e a construção civil, para você ter uma visão mais clara em relação aos dois segmentos. Acompanhe a seguir. 

Construção Civil: conceito e principais características 

A construção civil envolve a construção, reforma, manutenção e reparo de edifícios comerciais, residenciais e industriais. Normalmente, ela engloba projetos de menor complexidade e escala quando comparado com a construção pesada. A construção civil conta com algumas características específicas diferentes da construção pesada, como: 

  1. Escopo diversificado;
  2. Mão de obra especializada;
  3. Materiais variados;
  4. Cronogramas menores;
  5. Projetos arquitetônicos. 

Entenda melhor cada uma dessas características da construção civil: 

  1. Escopo diversificado

A construção civil abrange uma vasta gama de projetos, desde residências e escritórios até escolas, edifícios comerciais e hospitais. 

  1. Mão de obra especializada

Os colaboradores da construção civil precisam de diversas habilidades, como carpintaria, alvenaria, encanamento, pintura e elétrica. 

  1. Materiais variados

A variedade de materiais utilizados inclui tijolos, concreto, aço, vidro, entre outros, a depender do tipo de projeto. 

  1. Cronogramas menores

Os projetos da construção civil tendem a ter cronogramas menores quando comparamos com a construção pesada.  

  1. Projetos arquitetônicos

A estética e o design têm uma importância significativa nesse tipo de construção, porque a grande maioria dos projetos buscam criar espaços atraentes e funcionais.  

Construção Pesada: conceito e principais características

A construção pesada envolve a execução de projetos de infraestrutura massivos e complexos, como pontes, rodovias, barragens, túneis, sistemas de esgoto e água, aeroportos e portos. Geralmente, eles são de maior escala e precisam de uma abordagem mais especializada. Ela conta com algumas características específicas: 

  1. Grande escala;
  2. Engenharia avançada;
  3. Equipamentos especializados;
  4. Longos prazos;
  5. Ênfase na funcionalidade. 

A seguir, entenda melhor cada uma dessas características: 

  1. Grande escala

Os projetos da construção pesada geralmente envolvem infraestruturas de grande escala que desempenham um papel fundamental no desenvolvimento e na conectividade de uma região. 

  1. Engenharia avançada

Esses projetos exigem um alto grau de engenharia e planejamento detalhado devido à complexidade das estruturas e à necessidade de assegurar a durabilidade e a segurança. 

  1. Equipamentos especializados

A construção pesada requer equipamentos de grande porte, como escavadeiras, guindastes, perfuratrizes, entre outros. 

  1. Longos prazos

Os projetos da construção pesada frequentemente possuem cronogramas mais longos devido à complexidade das atividades necessárias. 

  1. Ênfase na funcionalidade

Enquanto o design ainda é importante, a funcionalidade e a engenharia adequada são as principais preocupações, devido às funções críticas dessas obras. 

As diferenças entre a construção civil e a construção pesada

Então, basicamente, a diferença entre a construção civil e a construção pesada está na sua escala e complexidade, habilidades e equipamentos, cronogramas mais longos ou mais custos e o seu foco no design ou na funcionalidade. 

Dessa maneira, cada uma tem as suas necessidades específicas em materiais de construção e a sua loja pode proporcionar ofertas diferentes. Por exemplo, como as construções pesadas têm cronogramas mais longos, será necessário um planejamento mais extenso das entregas, pense nisso na hora de atender esse cliente. 

Outro tema importante que separa a construção civil e a construção pesada é a Segurança e Saúde do Trabalhador (SST) e o eSocial no setor, confira a seguir.

SST e eSocial no segmento da construção

Desde janeiro de 2018, milhares de empresas começaram as suas adequações para se manterem em dia com o eSocial, sistema de prestação de informações ao Governo Federal. De lá para cá, o governo já disponibilizou o processo de cadastramento em fases que separavam pequenas, médias e grandes organizações. A próxima etapa das adequações, que teve início no ano seguinte, trata da segurança e da saúde do colaborador, um tema muito frequente quando o assunto é construção civil e construção pesada. 

Com as novas obrigatoriedades, inúmeros desafios começaram a aparecer para o setor da construção civil e pesada e, a partir disso, a necessidade de uma gestão completa dentro e fora do canteiro de obras, em tempo real e que diminua significativamente qualquer possível erro ou falha. As regras de compliance chegaram nas empresas com o objetivo de desburocratizar diversos processos e tornar o ambiente mais seguro para que todos os trabalhadores possam realizar as suas tarefas com tranquilidade. 

No segmento da construção é muito comum que aconteça a contratação de mão de obra de terceiros a partir das novas regras de adequação com o governo, conforme prevê a atualização da lei n°13.429/17, agora, os contratantes de serviços passam a ser corresponsáveis por esses profissionais. Isso quer dizer que as construtoras e incorporadoras que têm terceiros trabalhando em seus projetos precisam manter um controle interno das subcontratações. Assim, garantem ao governo que todas as informações sejam enviadas da maneira correta. 

O grande volume de informações produzido a partir de todas as obrigatoriedades de eSocial e SST, exige das empresas a ajuda de tecnologia para que as entregas sejam feitas corretamente e sem que os dados sejam perdidos. A centralização e o acompanhamento de ponta a ponta são aliados para estar em compliance com a legislação. 

Para conhecer a ferramenta ideal que vai te ajudar a ter mais controle de cada etapa dos seus projetos, clique na imagem abaixo e agende uma demonstração gratuita e sem compromissos do Obra Prima:

Para saber mais sobre esse e muitos outros temas relevantes da construção civil, acompanhe o blog do Obra Prima e não deixe de seguir o nosso Instagram, lá tem sempre novidade! 

Pesquisar matéria

Quer transformar sua gestão de obras?

Experimente o sistema Obra Prima!

Matérias relacionadas

Construção Civil e Construção Pesada: entenda as diferenças

Entenda de uma vez por todas as diferenças cruciais entre construção civil e construção pesada. Acabe com as suas dúvidas!
Construção Civil e Construção Pesada: entenda as diferenças
Construção Civil e Construção Pesada: entenda as diferenças

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.