Menu

Construção a seco: como funciona, tipos e vantagens

Amanda Gregio

Compartilhe nosso conteúdo

Entenda como funciona, quais são os tipos e as vantagens da construção a seco! 

Construir é uma tarefa complicada e quando se trata de construção a seco, exige atenção, dedicação e gera preocupação que impacta desde o layout até a logística da produção.

Em alguns momentos, pode parecer impossível, mas ter uma gestão de obras eficiente e rápida torna o processo viável, principalmente focando em uma das opções de maior qualidade no mercado: a construção a seco

O que é a construção a seco?

Esse é um tipo de construção que não usa água na composição estrutural da obra (é usada apenas na fundação), dispensando argamassa e cimento. Os responsáveis por criar a sustentação da edificação são os pilares e as vigas utilizadas. Inteligente e responsivo, o modelo foi pensado para ser versátil, sólido e resistente ao tempo. 

Quais são as principais diferenças entre a construção a seco e a convencional?

A diferença entre a construção a seco e a tradicional é que a primeira é mais rápida, tem uma excelente proteção contra umidade e realiza com maestria os projetos com hábitos mais sustentáveis. 

Já a alvenaria usa mais materiais, tempo e mão de obra pela complexidade, podendo sofrer com mudanças inesperadas no orçamento e imprevistos indesejados. 

Como funciona a construção a seco?

Chamado também de Sistema CES (Construção Energitérmica Sustentável), o método utiliza uma estrutura de perfis leves em Aço (Steel Frame) ou Madeira (Wood Frame), contraventadas com placas estruturais. 

Utilizando em conjunto, elas são rígidas e dão forma e sustentação à construção do empreendimento. A estrutura por vigas é versátil e é possível contar com boas opções de isolamento. 

Como desvantagens podemos destacar que o custo ainda é superior ao de um projeto feito de alvenaria, porém, o prazo de construção é reduzido em até um terço do tradicional. 

Além disso, por ainda estar ganhando espaço no mercado brasileiro, a quantidade de profissionais qualificados também está em crescimento, enquanto poucas empresas oferecem o serviço. 

Quais são os tipos de construção a seco?

Existem diferentes de construção a seco, confira a seguir quatro:

  1. Drywall;
  2. Parede dupla de concreto;
  3. Steel Frame;
  4. Painéis EPS.

Então, vamos entender melhor cada um desses tipos: 

1. Drywall

    Placas feitas de gesso envoltas por uma estrutura de aço. Esse tipo de construção ganha em economia de custos, agilidade e versatilidade do projeto. O isolamento é uma vantagem significativa, já que pode ser feito com um enchimento de lã mineral, por exemplo, sem atrapalhar a construção da estrutura metálica. 

    2. Parede dupla de concreto

      As paredes são conectadas por uma armadura em treliça, grande responsável pela estruturação da edificação. Por isso, no conjunto da obra, traz economia de tempo na realização da obra. 

      Além disso, o sistema usa módulos pré-fabricados e já prontos para aplicar no canteiro de obras, é muito utilizado em shoppings e galpões. 

      3. Steel Frame

        Conhecido também como Light Steel Frame (LSF), leva aço na execução. Uma vez que a estrutura do imóvel está pronta, o projeto torna-se bem mais simples, possibilitando inclusive uma boa versatilidade no uso de materiais para o acabamento. 

        4. Paineis EPS

          O modelo de paineis EPS é um dos mais consolidados no mercado nacional. Feito com telas de aço galvanizado, que são unidas por treliças e então, firmadas em seu interior com EPS. Depois, se aplica argamassa na estrutura. 

          Mesmo com a utilização da argamassa, é considerada uma construção a seco por alinhar muitas das características e vantagens do método. 

          14 vantagens da construção a seco

          Descubra então, quais são as vantagens da construção a seco, confira:

          1. Fidelidade orçamentária

            Devido à sua inteligência, o sistema utilizado possibilita que o orçamento previsto seja exatamente igual ao realizado. 

            2. Economia de dinheiro

              Redução considerável do valor final do projeto, uma vez que a fundação se torna mais acessível e prática de construir, demandando menos tempo, equipamentos e mão de obra para a sua execução. 

              3. Garantia e durabilidade

                Os produtos de alta tecnologia utilizados, têm garantias estendidas de até 30 anos. As edificações feitas com o método duram por muitas gerações, assim como no sistema convencional em alvenaria

                4. Economia nos materiais

                  O índice de desperdícios de materiais na construção a seco fica abaixo do 1% por ser um sistema industrializado inteligente. Muito abaixo do sistema convencional que tem perdas de até 30%. 

                  5. Sustentabilidade

                    A união do consumo reduzido de água com a produção mínima de entulhos e resíduos torna a construção a seco muito sustentável. Além disso, o sistema CES emite aproximadamente cinco vezes menos CO2 que o processo convencional de construção. 

                    6. Leve e resistente

                      Devido o uso de materiais duráveis, resistentes e leves, a construção a seco valoriza os projetos com prazo de conclusão curto ou acelerado. 

                      7. Qualidade térmica

                        O consumo de energia é menor durante e depois da construção, porque existe uma redução do consumo de aparelhos de ar-condicionado, uma vez que a estrutura tem melhor qualidade térmica.  

                        8. Segurança

                          A qualidade dos materiais é indiscutível já que todos passam por um processo rigoroso de adequação às exigências de fiscalização e legais. Tudo isso com o intuito de entregar uma construção de altíssima segurança. Com resistência superior ao sistema convencional. 

                          9. Responsivo e versátil

                            Flexível ao gosto e estilo arquitetônico, a construção aceita imediatamente qualquer tipo de acabamento interior ou exterior. Por isso, é indicada para edificações residenciais ou comerciais de até cinco pavimentos. 

                            10. Agilidade na entrega

                              Por não precisar passar por algumas etapas, a construção a seco tem sido considerada até 70% mais rápida do que os métodos tradicionais, dependendo somente da complexidade do projeto. 

                              11. Espaço renovado sem problemas

                                A retirada ou substituição de elementos que compõem a estrutura, como quebrar uma parede, por exemplo, é prática, barata e rápida. Por ser inteligente, a estrutura precisa de menos desafios lógicos para ser renovada. 

                                Além disso, tem uma diminuição de custos de manutenção em um terço quando comparada ao sistema tradicional devido à garantia e durabilidade dos materiais usados. 

                                12. Rápido retorno do investimento

                                  A construção é mais rápida. Afinal, isso traz um ganho adicional pela ocupação antecipada e pela velocidade do retorno do capital investido no imóvel. 

                                  13. Qualidade respiratória

                                    O sistema evita a proliferação de fungos, mofo e bolor no geral. Solução convidativa e que não precisa pagar a mais para ter. 

                                    14. Resistência ao fogo

                                      Caso opte por utilizar o aço galvanizado na estrutura, a resistência ao fogo se torna um ponto positivo. Ao associar ao uso de materiais no forro, traz ainda mais proteção ao imóvel e aos moradores. 

                                      Use nos próximos projetos!

                                      Entendeu como funciona a construção a seco, os tipos e vantagens? Então, use nos seus próximos projetos em que ela fizer sentido. Para mais conteúdos como este, acompanhe o blog do Obra Prima. E, para ficar por dentro das novidades do setor, siga a nossa conta no Instagram.

                                      Pesquisar matéria

                                      Quer transformar sua gestão de obras?

                                      Experimente o sistema Obra Prima!

                                      Matérias relacionadas

                                      Construção a seco: como funciona, tipos e vantagens

                                      Experimente o sistema Obra Prima!

                                      Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

                                      Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

                                      Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.