Menu

Concretagem: dicas essenciais para a sua obra

Amanda Libia

Compartilhe nosso conteúdo

A concretagem é uma das etapas mais importantes da construção civil! O processo consiste na criação das peças de concreto de uma obra, mas também de tudo o que está ao redor disto. Desde o transporte do concreto, lançamento do concreto fresco, adensamento, cura e finalmente a secagem

Para fazer uma concretagem sem falhas é necessário prestar atenção nos cuidados anteriores e posteriores à sua execução. 

A gente sabe que no dia a dia do canteiro de obras, às vezes as atividades podem sair do controle. Essa realidade faz parte da construção civil…

Mas quanto mais você acompanha dicas que auxiliam na gestão de obras, mais você evita os erros que tanto atrapalham…

No caso da concretagem, além de prestar atenção em TODO o processo, ter fôrmas limpas e sem umidade, um perfeito nivelamento e escoramento bem feito também são fatores que influenciam de forma direta a qualidade do concreto e o seu desempenho. 

Mas calma, vamos falar disso de forma mais aprofundada…

Hoje, vamos trazer algumas dicas importantes de cuidados com a concretagem para você conseguir realizar essa tarefa com segurança e qualidade em cada uma das etapas: 

  1. Pré-concretagem
  2. Concretagem
  3. Pós-concretagem

1. Pré-concretagem

Limpeza

Para o concreto ter um bom desempenho, é essencial que as suas fôrmas estejam livres de qualquer partícula/ torrão de terra, sujeira, ou qualquer outro tipo de material alheio à estrutura. 

Isso garante qualidade da concretagem e segurança para a estrutura. 

A limpeza é feita em três etapas!

Primeiro, é preciso limpar manualmente todos os maiores detritos; segundo, deve-se utilizar uma lavadora de alta pressão para remover resíduos menores e impurezas que possam atrapalhar o desempenho do concreto. E, por fim, usando um ímã, retirar as peças com metal que possam ainda estar na estrutura. 

Nivelamento

Essa etapa é essencial em qualquer momento da obra. Caso aconteça qualquer desnivelamento antes da concretagem, a obra inteira ficará torta. 

As armaduras, além do nivelamento, também necessitam de cuidados, é necessário conferir a armação com os desenhos do projeto, considerar a quantidade de bitolas e ferros, posicionamento e o espaçamento. 

Utilizando ferramentas específicas, como prumo, nível a laser, é viável validar o alinhamento. Mesmo que não seja extremamente precisa, uma análise visual também pode ajudar na hora de encontrar irregularidades na estrutura.  

Fôrmas e escoramento

É muito importante para a segurança e pode até ser feito visualmente a avaliação de fôrmas e do travamento de escoras. 

Para que não aconteçam vazamentos e para que a desenforma seja feita sem problemas, é necessário que não haja movimentação das fôrmas durante o processo de concretagem. 

Também é necessário garantir que os espaçadores sejam capazes de separar a armação das fôrmas, de maneira que o concreto consiga ocupar toda a estrutura metálica. 

2. Concretagem

É importante para a concretagem que as ferragens estejam inteiramente cobertas por concreto, a vibração garante que o material ocupe todos os espaços dentro da fôrma e usar uma massa no traço correto (proporção areia, cimento, brita e água). 

É necessário também certificar-se da estabilidade das fôrmas. Quando frouxas elas podem gerar desperdício de massa e deformações indesejadas na estrutura. 

Bom lembrar que uma superfície em contato com o ar pode gerar risco de oxidação (as ferragens enferrujam), perdendo sua capacidade de suportar os esforços

3. Pós-concretagem

Essa etapa costuma ser um pouco mais negligenciada. Porém, ela é tão importante quanto as outras. Muitos construtores e mão de obra não conhecem os procedimentos adequados. 

A primeira coisa que deve ser considerada é a cura do concreto. Este processo dura em média 28 dias. Durante esse  tempo, acontece o ganho de resistência do material, ele endurece e ganha a consistência do material.

O objetivo da cura é controlar a evaporação precoce de água, que causa uma série de problemas na construção, excesso de fissuras e outros problemas na realização do material. 

É importante também saber que existem vários procedimentos para realizar a cura. 

Desforma 

Após remover as fôrmas, é importante avaliar a estrutura para validar o nivelamento e encontrar possíveis falhas. Desníveis e falhas precisam ser corrigidas imediatamente depois da confirmação. 

Escoramento remanescente 

Respeitar a quantidade de escoras indicadas no projeto depois da cura inicial é essencial. Remover prematuramente pode levar a falhas na estrutura. 

Depois do tempo indicado, é possível retirar todas as escoras, retirando primeiro os travamentos e depois os pontaletes ou montagens, isto é, primeiro os elementos menos importantes da estrutura e, depois, os mais essenciais.

Agora você já sabe como fazer uma concretagem na sua obra

Em muitas obras, se opta por comprar o concreto já pronto de um fornecedor, mas é preciso tomar cuidado com essa escolha, quando ela é feita de maneira errada, pode gerar prejuízo e até atrasos. 

Cada escolha depende do tamanho da obra e do tempo para construção. Por isso, é necessário avaliar todas as alternativas antes de escolher. 

Leia também:

Adensamento do concreto: o que é e qual é a importância para as obras? >

Para mais dicas de obras, acesse nosso site e fique por dentro de tudo da construção civil! 

Experimente o nosso software de gestão de obras

Pesquisar matéria

Quer transformar sua gestão de obras?

Experimente o sistema Obra Prima!

Matérias relacionadas

Concretagem: dicas essenciais para a sua obra

As dicas essenciais para a concretagem da sua obra: sem enrolação, apenas aquilo que você realmente precisa saber de forma clara e direta!
concretagem: cuidados com a concretagem.
concretagem: cuidados com a concretagem.

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.