Pesquisar

Como elaborar um cronograma de obras [Atualizado 2024]

Ainda tem problemas na hora de planejar o seu cronograma de obras? Descubra o passo a passo para elaborar documento muito mais eficiente que vai evitar imprevistos e prejuízos para a sua construtora conseguir crescer e se desenvolver no mercado da construção civil. 

Certamente, o cronograma de obras é uma ferramenta essencial para a gestão de atividades, ele inclui as datas de conclusão combinadas e as diversas especificações de cada tarefa. O profissional precisa colocar em um sistema ou no papel absolutamente tudo que vai ser usado em uma obra, desde um parafuso até os grandes itens da construção. 

Ou seja, esse é o planejamento, com datas, fases determinadas e a discriminação de todas as tarefas que serão necessárias para concluir a construção.

O profissional apresenta o tempo para finalizar as tarefas, detalhes do orçamento, registro de informações dos documentos, como vai realizar o projeto e em quanto tempo planeja finalizá-lo.

Além disso, para conseguir montar o seu cronograma de obras com precisão e muita assertividade, acompanhe o nosso passo a passo e evite os erros e atrasos que podem gerar prejuízo para a sua empresa. 

Passo a passo para realizar o seu cronograma de obras

Um grande aliado dos cronogramas de obra são os softwares de gestão de obras e outras ferramentas que ajudam você a ter mais controle de tudo que vai acontecer e está acontecendo, desde o planejamento da obra até a sua realização e finalização. 

Com essa ferramenta, é possível evitar problemas e resolver da maneira mais rápida e eficaz imprevistos que podem surgir no meio do seu projeto. Afinal, sabemos como a construção civil é um setor em que os imprevistos não são raros. 

Por isso, para montar o seu cronograma de obras com mais assertividade e precisão, acompanhe o passo a passo e já coloque em prática na sua construtora. Com esses nove passos os seus projetos vão se tornar muito mais lucrativos: 

  1. Escolha a ferramenta que vai te ajudar de verdade.
  2. Faça uma lista das atividades;
  3. Analise os detalhes do projeto e separe em etapas;
  4. Detalhe as atividades de cada uma das etapas;
  5. Inclua as atividades relacionadas;
  6. Determine as datas e prazos;
  7. Encontre os riscos e estabeleça as margens de segurança;
  8. Execute o planejado;
  9. Acompanhe os resultados.

Então agora que você já conhece o passo a passo, entenda melhor cada uma dessas nove etapas e como é possível colocá-las em ação na sua construtora para as suas próximas obras: 

1. Escolha a ferramenta que vai te ajudar de verdade

Durante muito tempo os cronogramas de obras foram realizados com papel e caneta e, mesmo que para muitas pessoas essa seja uma maneira confortável de organizar as ideias, a eficiência pode ser muito prejudicada, sem falar nos erros que podem passar despercebidos. Até outras ferramentas, como o Excel, já não têm todas as funcionalidades e facilidades que outros sistemas já disponibilizam e podem acabar prejudicando o sucesso da sua construtora. 

O setor da construção civil é um pouco resistente a mudanças, mas já existem diversas opções que simplificam e agilizam os processos. Além disso, essas ferramentas também conseguem automatizar diversas tarefas que antes tomariam horas ou até dias do seu tempo que poderia estar sendo usado para outras coisas. 

2. Faça uma lista das atividades

Todo cronograma de obras deve incluir uma lista de todas as atividades e tarefas necessárias para a realização do projeto de construção, como por exemplo:

  • insumos;
  • serviços hidráulicos;
  • serviços elétricos;
  • quantidade de itens usados;
  • mão de obra.

Essa etapa tem o objetivo de criar uma ideia da dimensão do material e da mão de obra usada para conseguir concluir a obra. Isso vai ajudar a visualizar melhor e não deixar algo importante para trás que depois vai prejudicar o seu projeto. 

3. Analise os detalhes do projeto e separe em etapas

Nesta etapa é importante entender o que precisa ser realizado para contabilizar o tempo necessário. Aqui, o primeiro passo é estudar muito bem o projeto e encontrar cada uma das etapas até que a construção seja finalizada. Afinal, os materiais e os serviços necessários para cada uma das fases será diferente e isso precisa ser levado em consideração na hora de montar o seu cronograma de obras. 

4. Detalhe as atividades de cada uma das etapas

Agora que você já separou em fases, chegou o momento de desmembrar as atividades. A construção de uma sala no térreo, por exemplo, vai exigir que primeiro, seja feito o alicerce, para posteriormente realizar as estruturas de sustentação, instalação elétrica, teto e demais partes do espaço. 

Esse é um passo fundamental que exige cuidado e atenção. 

5. Inclua as atividades relacionadas

A lista das atividades em cada uma das etapas será longa, mas nem sempre isso significa que o prazo final estará muito longe. Existem várias etapas e atividades que podem ser feitas simultaneamente, essas são chamadas de atividades relacionadas

Identificar quais são essas atividades relacionadas é fundamental, uma vez que elas permitem não só calcular um prazo final mais curto, mas também organizar as entregas de materiais e disponibilidade da mão de obra de maneira mais eficaz e produtiva. 

6. Determine as datas e prazos

Depois de detalhar as etapas das atividades que precisam ser realizadas dentro de cada fase até a conclusão do projeto é a hora de determinar as datas e os prazos. Isso vai ser fundamental para alinhar com o cliente e para realizar os pedidos de insumos, materiais, maquinários e mão de obra.

Você pode pesquisar o tempo necessário para cada atividade, desta maneira vai ficar mais fácil acertar e caso ainda não tenha muito experiência com uma determinada tarefa, vai saber o que esperar. 

7. Encontre os riscos e estabeleça as margens de segurança

É fundamental realizar a avaliação de riscos de acidentes para o seu cronograma de obras. Mais do que cumprir as NRs da Saúde e Segurança do Trabalho e prevenir acidentes, elas possibilitam considerar no documento as suas opções. 

Outro ponto importante aqui é identificar possíveis imprevistos e colocar um pouco mais de tempo para resolvê-los sem atrasar a entrega do seu projeto. Ou seja, existe uma atividade que está prevista para demorar 3 dias, mas pode ser que demore um pouco mais? Considere um dia a mais, isso vai evitar dor de cabeça e caso ela seja finalizada antes é melhor ainda. 

Leia também: 

1. NR 7: tudo que você precisa saber sobre essa Norma Regulamentadora

2. NR 9: O que é essa Norma Regulamentadora e qual a importância?

3. NR 15: Insalubridade em obras – Obra Prima

4. NR 23: o que é e qual a sua aplicação na construção civil? – Obra Prima

8. Execute o planejado

As construções podem sofrer muitas mudanças causadas por imprevistos da rotina que fogem do controle de qualquer profissional. Mesmo sabendo como elaborar um cronograma de obras perfeito, os projetos têm as suas características particulares e estão submetidos a diversos fatores, como atrasos, falta de mão de obra, clima, entre muitos outros. 

Por isso, é fundamental criar um cronograma que preveja imprevistos e consiga driblar os problemas que vão afetar o andamento da obra. A lógica é realizar as atividades conforme o planejamento de obras, pois quanto menos o cronograma mudar, melhor será para atingir os objetivos da empresa. Isso significa menos gastos e mais economia de tempo. 

Dessa maneira, o profissional não fica impedido de realizar alterações necessárias que podem corrigir ou otimizar alguma etapa do processo de obra.

9. Acompanhe os resultados

É fundamental medir os resultados! Afinal, essa é uma das etapas mais importantes para quem cuida desse documento. 

Verifique não apenas os erros, mas também os acertos que aconteceram, saiba quais mudanças trouxeram bons resultados e geraram uma melhor produtividade e um resultado de maior qualidade. O cronograma de obras é um documento que, depois de pronto o projeto, se torna a base principal para a elaboração dos próximos! 

Analisar os resultados e avaliar os erros e acertos gera aprendizado, o que significa evitar a repetição de equívocos e perda de oportunidades de otimizar e melhorar a qualidade de construções futuras.

Elabore um cronograma de obras eficaz e assertivo

Já conhece o Obra Prima? Siga o nosso passo a passo para criar o cronograma de obras perfeito na sua construtora. 

O software de gestão de obras do Obra Prima atende às necessidades das pequenas e médias construtoras que buscam crescimento e sucesso no mercado, sem os custos das ferramentas tradicionais.

Somos um sistema completo para a gestão de obras da sua construtora nas versões Web e App. Nosso objetivo é otimizar os recursos e o tempo, além do controle financeiro e monitoramento em tempo real dos seus projetos desde o começo até a entrega para o cliente. 

O Obra Prima é a solução ideal para engenheiros, arquitetos e pequenas e médias construtoras que buscam agilidade, eficiência e dinamismo na sua gestão de obras. Além disso, você consegue conquistar e fidelizar mais clientes, promover a comunicação entre o construtor e o cliente, organizar a vida financeira para gerar mais lucratividade e facilitar a cotação e as compras de materiais e insumos. 

Por fim, para conhecer todas as nossas vantagens e funcionalidade, clique na imagem abaixo e agende agora mesmo a demonstração gratuita e sem compromisso do sistema de gestão de obras do Obra Prima, você não vai se arrepender: 

Se você gostou desse passo a passo e vai usá-lo na próxima vez que precisar elaborar um cronograma de obras, acompanhe o nosso blog e siga o Obra Prima no Instagram! Estamos sempre compartilhando conteúdos exclusivos como este para tornar a sua vida e a sua rotina na construção civil muito mais simples!

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.