Pesquisar

Como calcular materiais de construção para evitar desperdício? 

Aprenda a calcular materiais de construção de forma eficiente e evite desperdícios em seus projetos. Dicas práticas para otimizar recursos!
Como calcular materiais de construção para evitar desperdício?
Como calcular materiais de construção para evitar desperdício?

Descubra como calcular materiais de construção para evitar desperdícios nos seus projetos! 

Qualquer construção precisa de uma grande quantidade de diferentes materiais. Por isso, uma boa obra, sem falta de recursos ou desperdícios, sem perda de tempo provocada por paralisações temporárias e sem gastos excessivos, começa com um planejamento eficiente. 

Evitar o excesso desnecessário de insumos nas obras é útil para a empresa, que consegue economizar, e também para o planeta, porque são menos produtos descartados. Então, é fundamental saber como calcular materiais. Afinal, essa prática está diretamente ligada com a redução dos desperdícios e à economia nos projetos. 

Muitas construtoras e empresas do setor enfrentam desafios relacionados ao uso excessivo de materiais, como sobra de produtos, insumos estragados devido a armazenamento incorreto, entre outros. Tudo isso impacta os custos e a sustentabilidade da obra, uma vez que será necessário lidar com esse prejuízo. 

Acompanhe o texto a seguir e confira muitas dicas práticas e construtivas para calcular materiais de construção de maneira eficiente, evitando desperdícios e otimizando os recursos disponíveis. 

A importância do planejamento de obras

Para evitar o desperdício de materiais de construção é fundamental criar um bom planejamento de obras. Neste documento, é necessário reunir todas as informações possíveis antecipadamente. Dessa forma, serão encontrados potenciais imprevistos. 

Não cometa o erro de pressupor apenas situações ideais. Em alguns casos, basta um imprevisto para que todo o planejamento feito com tanto cuidado, se torne praticamente inútil. 

De qualquer maneira, é essencial ter em mente que os cálculos de materiais a serem adquiridos são aproximados, é comum que aconteçam sobras de insumos. Quando esse volume fica abaixo dos 20% não há razão para se preocupar, porque é normal diante de vários imprevistos que podem acontecer ao longo de uma construção. 

Também é importante manter em mente que o descarte de produtos que sobram podem ser um problema, exigindo um trabalho e custo específico. Mas, mesmo assim, o maior transtorno acontece quando faltam insumos e isso é um risco mesmo com um bom planejamento. 

Agora que falamos sobre a importância do planejamento para o cálculo de produtos, vamos descobrir como realizar essa conta. 

Como calcular materiais de construção?

Existem muitas técnicas para calcular a quantidade de materiais de construção necessária, seja levantamento quantitativo ou cálculo por metro quadrado. De forma geral, há estimativas que possibilitam conhecer qual é o consumo de cada material. São valores médios baseados no consumo de obras genéricas. 

É importante destacar que esses dados servem somente para um referencial e não devem ser utilizados como dados para gerar os pedidos. 

Para começar o cálculo adequado para os insumos necessários em uma construção, é preciso seguir à risca as determinações expressas pelos arquitetos e engenheiros do projeto. 

Esses profissionais que informam, através de documentos técnicos, quais são os materiais usados e em quais áreas, indicando assim a dimensão e quantidade exata para a utilização de cada insumo. 

Assim, é com base nessas informações que o engenheiro orçamentista, ou profissional responsável, deve calcular as quantidades de produtos que precisam ser comprados em cada uma das fases e das áreas da obra. 

Geralmente, todos os materiais são calculados a partir da área construída. Ou seja, independente do insumo a ser usado, é necessário o tamanho das áreas que eles vão ocupar. 

Na prática, isso implica que a quantidade de material é determinada pela relação entre a área a ser construída e a dimensão do insumo. Por exemplo, uma parede revestida de cerâmica precisa levar em consideração a sua área pelo tamanho do material. 

É preciso também, considerar o desperdício do produto. Vale destacar que considerar esse aspecto não significa que ele deva acontecer ou não ser reduzido, mas que é um resultado natural e não o levar em conta pode atrasar a obra e provocar ainda mais prejuízos. 

Além disso, existe desperdício devido a fatores que pouco são de alcance da construtora, como, por exemplo, o transporte. Uma margem segura de materiais extra, considerando a taxa de desperdício, é 10%. 

Agora, vamos para o passo a passo de como calcular materiais de construção para evitar desperdício: 

  1. Faça os cálculos da maneira correta;
  2. Preste atenção na medição da obra;
  3. Evite as perdas de produto;
  4. Conte com um time especializado;
  5. Faça uma gestão de estoque eficiente;
  6. Escolha bons fornecedores;
  7. Utilize técnicas científicas para cálculos de materiais.  

Entenda melhor cada uma dessas etapas a seguir, acompanhe: 

  1. Faça os cálculos da maneira correta

Os cálculos dos elementos precisam ser realizados de maneira distinta, respeitando a natureza de cada um. Tintas, alvenaria, revestimentos, pisos, entre outros, apresentam cálculos próprios. 

Por exemplo, paredes de alvenaria devem ser calculadas a partir da seguinte fórmula: 

Blocos (B) = 1 / (b1 + e) x (b2 + e) 

e o volume da argamassa é determinado por: 

V = [1 – (Bx (b1 x b2))] x b3

Nessas fórmulas, e = espessura das juntas entre os blocos, b3= espessura do bloco, b2 = altura do bloco, b1 = comprimento do bloco. 

Hoje em dia, já existem vários softwares que fazem o cálculo de materiais de construção automaticamente. Então, para evitar prejuízos, uma excelente alternativa é investir em tecnologia. 

  1. Preste atenção na medição da obra

Para evitar desperdícios de materiais de obra, é essencial fazer a medição da maneira correta, avaliando a compatibilidade entre o que foi projetado e aquilo que está sendo realizado. 

  1. Evite as perdas de produto

A perda de materiais sempre vai acontecer. Porém, é possível diminuir drasticamente essa ocorrência através de técnicas adequadas de transporte e armazenamento de insumos. Além disso, a gestão de compras ajuda de maneira muito positiva a evitar que materiais estraguem no depósito. 

  1. Conte com um time especializado

A equipe que vai realizar a gestão de fornecedores, compras e materiais precisa ser especializada. Não só isso, mas é importante contar com profissionais competentes no que diz respeito ao cálculo de insumos a serem usados no seu projeto. 

Se o cálculo for realizado por colaboradores sem conhecimento técnico, ou mesmo displicentes, ele tem grandes chances de estar errado e pode comprometer todo o processo. 

  1. Faça uma gestão de estoque eficiente

Depois do material ser calculado e adquirido, é essencial fazer uma boa gestão de estoque para que ele não seja perdido, tampouco seja danificado devido ao contato direto com umidade ou sol.

A gestão de estoque também é primordial para evitar que os insumos cheguem ao local da obra quando ele ainda está cheio, impedindo que o produto seja guardado de forma incorreta. 

  1. Escolha bons fornecedores

Bons fornecedores de materiais não são apenas aqueles que oferecem produtos de qualidade a um bom custo-benefício, mas também aqueles que entregam os seus pedidos dentro do prazo combinado. Atrasos na entrega podem prejudicar toda a logística e levam a perdas de insumos. 

  1. Utilize técnicas científicas para cálculos de materiais

É essencial usar técnicas científicas para fazer o cálculo de materiais de construção, respeitando a natureza de cada um. O cálculo de revestimento cerâmico é diferente do cálculo de tintas, por exemplo. Também é preciso usar técnicas de orçamento de obras para melhorar e torná-lo mais assertivo. 

Dica Extra: Use a tecnologia  

Outro ponto fundamental está relacionado ao uso da tecnologia, com a utilização de softwares de gestão e planilhas de orçamento que calculam os materiais automaticamente, esse planejamento se torna muito mais preciso. 

O cálculo assertivo de materiais é primordial para entregar projetos de sucesso, ele reduz desperdícios e atrasos, economiza recursos e aumenta a sustentabilidade das suas obras. Então, invista nas práticas mais eficientes e na capacitação da equipe para ter resultados muito melhores para a sua empresa.  

Essa é uma etapa essencial para otimizar processos construtivos, garantir a qualidade das construções e alcançar resultados mais positivos nos seus projetos. 

Se você gostou desse conteúdo e quer ter acesso a mais, acompanhe o blog do Obra Prima e siga a nossa conta no Instagram

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.