Pesquisar

7 sinais de que você está cometendo erros imperdoáveis com a gestão de obras (e as possíveis soluções para cada um deles)

erros na gestão de obras
erros na gestão de obras

Gestão de obra é essencial para construtoras e saber os erros cometidos e como solucioná-los é a estratégia para o sucesso dos negócios.

Não importa o esforço colocado na conquista dos clientes se as obras das construtoras continuam sendo palco de erros e problemas o tempo todo. 

Esses erros prejudicam o projeto, impactam orçamento e cumprimento de prazos e mancham a imagem da construtora e a confiança dos clientes.

Apenas uma gestão de obras eficiente pode alinhar processos e garantir que erros sejam evitados. 

Trazemos aqui os 7 principais sinais de que erros estão sendo cometidos. Acompanhe e saiba como solucionar cada um deles:

  • Sinal 1: Falhas de comunicação;
  • Sinal 2: as contas não fecham e você tira dinheiro do seu bolso para cobrir furos do orçamento
  • Sinal 3: as obras estão sempre em atraso
  • Sinal 4: uma chuva atrapalhou todo o seu cronograma
  • Sinal 5: teve que comprar materiais que faltaram ou sobrou muito ao final da obra
  • Sinal 6: o projeto final não é o mesmo do planejamento
  • Sinal 7: Descuido com a segurança dos funcionários

7 sinais de erros da gestão de obras

Veja aqui quais os erros mais comuns cometidos na gestão de obras e algumas dicas de como solucioná-los.

Sinal 1: Falhas de comunicação

falhas de comunicação na gestão de obras

Cada etapa da obra depende de alinhamento para que erros não sejam cometidos. 

Não estabelecer uma comunicação clara faz com que detalhes do projeto se percam, cria insegurança e gera conflitos, impactando a qualidade final da obra.

Deixar claros os objetivos do projeto, a forma como cada etapa deve ocorrer, os prazos e informações de segurança é essencial. 

Esclarecer a hierarquia da obra também é importante, é essencial saber para quem os problemas nos canteiros de obra devem ser levados.

Sinal 2: as contas não fecham e você tira dinheiro do seu bolso para cobrir furos do orçamento

furos no orçamento da gestão de obras

Não controlar o orçamento da obra é o principal culpado por prejuízos de construtoras. 

Além disso, pode impactar a qualidade da obra, já que a falta de dinheiro na fase de acabamento obriga a escolha de produtos mais baratos em lugar dos melhores.

Controlar as datas de pagamento, compras e entrega de produtos é essencial para evitar esse problema. Utilizar softwares e planilhas de acompanhamento e controle de orçamento é a melhor forma de garantir que erros não sejam cometidos.

Mais do que saber quando o dinheiro entra e sai da conta da construtora, é importante pesquisar bem antes de escolher um produto, buscando sempre o melhor custo benefício.

Sinal 3: as obras estão sempre em atraso

atraso na construção civil - gestão de obras

Cronogramas de obra que acompanhem a evolução do projeto, permite identificar atrasos na entrega de materiais e acompanhar mudanças climáticas é uma forma de prevenir erros que resultam em atrasos.

Administrar prazos e tempo gasto com cada atividade é essencial durante a obra, mas é mais importante ainda na etapa de planejamento. 

Definir prioridades, controlar prazos e garantir condições de trabalho garantem que tudo corra como planejado, impedindo atrasos que impactem negativamente o projeto e seu orçamento.

Sinal 4: uma chuva atrapalhou todo o seu cronograma

chuva na obra - gestão de obras

Quantas vezes a chuva fez com que sua obra fosse paralisada por um dia inteiro, prejudicando os prazos? Ou fez com que materiais como areia e cimento fossem perdidos?

Não é possível controlar mudanças climáticas, mas é possível acompanhar de perto as previsões climáticas e analisar padrões de uma região para o período do ano em que o projeto deve acontecer.

Com essas informações em mãos, mesmo que não seja possível impedir as chuvas, é possível tomar medidas preventivas. 

Se construtoras sabem que devem esperar por alguns dias de chuva, podem colocar alguns dias a mais no cronograma e buscar armazéns para os materiais que ofereçam uma proteção eficiente.

A chuva é um dos problemas mais comuns que afetam o cronograma de obras! Entenda mais sobre como solucionar esses problemas que atrapalham o dia a dia aqui! >

Sinal 5: teve que comprar materiais que faltaram ou sobrou muito ao final da obra

material de construção - gestão de obras

Perder o controle do estoque e compras é um grande problema para a gestão de obras. 

Quando a gestão de estoque não acontece de maneira eficiente o resultado é desperdícios na obra, perda de materiais no transporte, falta de espaço para armazenar sobras e preços mais alto em compras emergenciais na falta.

Sinal 6: o projeto final não é o mesmo do planejamento

planejamento de obras - gestão de obras

Mudanças ao longo da execução de um projeto não são raras. 

Muitas alterações em relação ao que foi planejado inicialmente são inevitáveis, sejam elas em relação aos materiais utilizados, ao cronograma e até mesmo em relação a posição de instalações hidráulicas e paredes.

Alguns clientes só percebem possibilidades diferentes quando a obra já está sendo executada e, ainda que alterações sejam possíveis, é importante não deixar que exageros aconteçam.

Quando alterações são feitas, impactos no cronograma e orçamento são inevitáveis. Algumas alterações ainda entram no projeto inicial planejado, mas quando fazem como que o escopo da obra se altere é hora de ter atenção.

Não é preciso dizer que elas não serão feitas, claro….

Afinal, o projeto é do cliente. Ainda assim, quando o projeto final começa a não ser mais o mesmo do apresentado na contratação, é essencial para a construtora sentar com o cliente, explicar a situação e reavaliar orçamentos, prazos e cronograma. 

Se é um novo projeto, precisa de um novo planejamento.

Sinal 7: Descuido com a segurança dos funcionários

gestão de obras - segurança do trabalho

Acidentes no canteiro de obra são um grande risco. Além de causar muitos prejuízos para a integridade física dos trabalhadores, representam um grande problema para a evolução da obra.

Quando a segurança dos funcionários não é levada em consideração, o resultado é afastamento do trabalho com pagamento pelos danos, o que atrasa cronogramas e gera custos fora do orçamento. 

A proteção dos trabalhadores é uma responsabilidade cobrada por lei, o que significa que podem gerar processos trabalhistas e multas.

Cuidar dos funcionários, então, é também cuidar da construtora. Oferecer sempre Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e analisar riscos não é um benefício que a construtora garante, mas sua obrigação. Faça análises de risco e siga as Normas Regulamentadoras (NRs) sempre.

Entenda mais sobre a Segurança e Saúde dos trabalhadores aqui! >

Gestão de obras: tecnologias ajudando a identificar e solucionar erros

Acompanhar de perto a evolução da obra é a única forma de identificar quando erros estão sendo cometidos e aplicar estratégias que solucionem os problemas. 

Para que esse acompanhamento seja eficiente, é necessário olhar cada detalhe de cronogramas de obra, orçamento, gestão de estoque e muitos outros dados.

Para ter certeza de que a construtora tem controle desse alto fluxo de informações, busque um software de gestão de obras, centralizando tudo em um só lugar e garantindo uma redução máxima das possibilidades de erros.

Quer entender melhor como funcionam as tecnologias de gestão de obras? Acompanhe os conteúdos exclusivos da Obra Prima.

E se quiser entender como um sistema de gestão de obras pode te ajudar a evitar diversos erros, clique aqui ou no banner abaixo e conheça o Obra Prima!

Software de gestão de obras

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.