Pesquisar

6 dicas para melhorar o orçamento de obras

Aprimore seus conhecimentos em gestão financeira! Descubra 6 dicas para melhorar o orçamento de obras de seus projetos de construção.
6 dicas para melhorar o orçamento de obras
6 dicas para melhorar o orçamento de obras

Confira as dicas que preparamos e descubra como melhorar o orçamento de obras, tornando-o mais assertivo e à prova de erros! 

O orçamento de obras tem um papel fundamental em todo o processo de planejamento e realização de um projeto. A sua importância está relacionada com diversos aspectos, como: o planejamento financeiro, tomada de decisão assertiva, negociação e contratação de mão de obras e materiais, controle de custos e viabilidade econômica. 

Ao utilizar o orçamento de maneira adequada é possível reduzir os riscos, evitar desperdício e otimizar a probabilidade de sucesso dos seus projetos. Por isso, essa é uma etapa que merece e precisa de muito cuidado e atenção, principalmente na hora de resolver os desafios que podem aparecer durante a sua realização, como: precisão das estimativas, compreensão dos requisitos do projeto, mudanças no escopo, controle de custos durante a execução, flutuação do mercado e inflação, gestão de contrato e pagamentos, entre outros. 

Para descobrir como vencer esses desafios, evitar erros comuns e otimizar o orçamento de obras, acompanhe o texto a seguir! Preparamos muitas dicas que você não vai querer perder. 

Vamos apresentar também a importância das ferramentas e recursos tecnológicos, como o software de gestão de obras do Obra Prima, para aprimorar o controle e gerenciamento financeiro! 

6 dicas para melhorar o orçamento de obras

Já deu para entender a importância de um bom orçamento de obras para os seus projetos! Afinal, se esse documento estiver comprometido, as consequências também vão afetar o cronograma e até a satisfação do cliente. Então, acompanhe as dicas a seguir para não cometer mais alguns erros: 

  1. Planejamento prévio sólido;
  2. Análise detalhada dos custos envolvidos;
  3. Faça pesquisas de mercado;
  4. Identificar e reduzir desperdícios e retrabalhos;
  5. Faça um controle financeiro eficiente;
  6. Invista em tecnologias. 

Agora que você conhece as dicas, vamos entender melhor cada uma delas, acompanhe a seguir: 

  1. Planejamento prévio sólido

O primeiro passo é fazer um planejamento prévio completo. A ocorrência de imprevistos é muito comum no setor da construção civil, dada a dependência de fornecedores de materiais e insumos, maquinários e mão de obra terceirizada, além de questões como logística e tempo. 

Ao organizar cada uma das fases, a construtora terá maior facilidade para adquirir os equipamentos, mão de obra e materiais de acordo com as suas necessidades, evitando gastos excessivos ou que não foram previstos no orçamento de obras. 

Alguns pontos fundamentais que precisam estar no seu planejamento: 

  • Tendências gerais de custo;
  • Custo total de locação dos equipamentos;
  • Valores e períodos para rotinas de manutenção;
  • Registro e análise em graus de detalhamento;
  • Fatores que possam provocar atrasos;
  • Comparativos sazonais de gastos;
  • Orçamento total e possíveis variações;
  • Linha de tempo da execução. 

Conciliando esses elementos, é possível elaborar um cronograma completo da construção, abordando desde as fases gerais até os serviços específicos. Não se esqueça também de levar em conta absolutamente tudo o que influencia o planejamento, seja relacionado ao mercado, à sazonalidade ou aos riscos da execução. 

  1. Análise detalhada dos custos envolvidos

Faça uma análise minuciosa em relação aos custos, levando em conta todos os aspectos relevantes do projeto. Além de materiais e mão de obra, pense também nos custos indiretos, como licenças, equipamentos, seguros, impostos e despesas administrativas. Uma avaliação detalhada ajuda a evitar o esquecimento de itens importantes e assegurar uma estimativa abrangente dos custos. 

  1. Faça pesquisas de mercado

Mantenha-se por dentro dos custos e dos preços de mercado dos serviços e materiais necessários para o projeto. Pesquise com fornecedores de confiança, compare as ofertas e negocie as melhores condições. Isso vai ajudar a obter preços mais competitivos e evitar surpresas de custos durante a execução da obra. 

  1. Identificar e reduzir desperdícios e retrabalhos

Desperdícios e retrabalhos podem aumentar significativamente os custos de uma construção. Incentive práticas sustentáveis, controle a utilização dos materiais, adote métodos eficientes e invista em treinamento e capacitação do seu time. 

Também é importante estabelecer processos de controle de qualidade para diminuir a necessidade de retrabalho e garantir a execução correta desde o começo.  

  1. Faça um controle financeiro eficiente

Mantenha registros detalhados em relação a todos os gastos relacionados com a construção. Use sistemas de controle financeiro e estabeleça um processo de acompanhamento regular. Monitore os custos reais em comparação com aquilo que foi planejado no orçamento e identifique desvios o quanto antes. Isso vai permitir que você tome medidas corretivas oportunas e evite o estouro do seu orçamento. 

  1. Invista em tecnologias

É fundamental investir em tecnologias para melhorar de maneira significativa o processo de orçamento e controle financeiro. Utilize softwares de gestão de obras para agilizar e facilitar essa etapa. As ferramentas melhoram o acompanhamento dos custos e a comunicação entre os envolvidos. 

Quer fazer o download gratuito de um Modelo de Orçamento de Obras? Então, clique na imagem abaixo e aproveite para usar o do Obra Prima: 

3 grandes vantagens de uma gestão financeira eficiente

A gestão financeira eficiente traz diversos benefícios para a sua construtora e para os projetos, como: 

  1. Redução de custos;
  2. Aumento da rentabilidade;
  3. Melhoria dos resultados.

Agora que você conhece as vantagens, vamos entender melhor cada uma delas, acompanhe: 

  1. Redução de custos

Uma gestão financeira eficiente permite encontrar oportunidades de redução de custos, eliminar desperdícios, otimizar processos e melhorar a capacidade operacional. Isso traz economias significativas no longo prazo, contribuindo para a rentabilidade e competitividade da empresa. 

  1. Aumento da rentabilidade

Ao controlar e gerenciar os custos com eficiência, a construtora tem maior capacidade de aumentar a sua rentabilidade. Uma gestão financeira eficaz ajuda a encontrar fontes de lucro e a direcionar os recursos financeiros de maneira estratégica para otimizar a margem de lucro e o retorno sobre o investimento. 

  1. Melhoria dos resultados

A gestão financeira eficiente disponibiliza informações financeiras e métricas fundamentais para analisar o desempenho da organização. Com base nesses dados, é possível tomar decisões informadas e aplicar estratégias que visem a otimização dos resultados financeiros. 

Aproveite a tecnologia

Para conseguir se manter competitivo em um segmento como o da construção civil, é importante ficar por dentro das tendências e conseguir aproveitar as vantagens dos recursos tecnológicos que estão sempre aparecendo. 

Softwares de gestão de obras como o do Obra Prima ajudam a otimizar e facilitar o processo de orçamentação e do controle financeiro. Agende uma demonstração gratuita e sem compromisso para conferir todas as vantagens da nossa ferramenta: 


Coloque essas dicas em prática e veja a diferença nos seus projetos! Aproveite para acompanhar o blog do Obra Prima, estamos sempre compartilhando muitas dicas. Siga também a nossa conta no Instagram.

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.