Pesquisar

6 dicas inadiáveis para a gestão financeira de obra

Aproveite o começo do ano para cuidar da gestão financeira da obra dentro da sua construtora!
Homem escreve em documentos em uma mesa, representando planilhas relacionadas à gestão financeira de obras. Sobre a imagem há um letterring com o título do texto.
Homem escreve em documentos em uma mesa, representando planilhas relacionadas à gestão financeira de obras. Sobre a imagem há um letterring com o título do texto.

Aproveite o começo do ano para cuidar da gestão financeira da obra dentro da sua construtora! 

A gestão financeira de uma organização é o conjunto de tarefas feitas para planejar e controlar os seus recursos financeiros. Esse tipo de gestão é fundamental em qualquer setor, inclusive da construção civil. 

Isso porque as obras funcionam como seres vivos, que podem ter movimentações financeiras que fogem do controle. Por esse motivo, a gestão financeira tem um papel tão importante para o sucesso das construtoras e traçar estratégias logo no começo do ano é determinante para terminar o ano de 2023 no azul e não no vermelho. 

A gestão financeira na construção civil apresenta desafios próprios. Primeiro, porque geralmente se tratam de altos valores, o que torna essa tarefa ainda mais complicada. Neste setor, outro problema é a possibilidade de encontrar dificuldades para manter o caixa positivo, devido à demora na conquista de novas vendas. 

Isso acontece por conta de atrasos de pagamento de clientes, ou até na liberação de financiamentos, caso eles existam. Vamos entender a seguir como contornar essas barreiras e fazer um planejamento eficiente na sua empresa. 

6 dicas para gestão financeira de obra

Uma empresa e os profissionais da construção civil relacionados à área de gestão financeira precisam ter um amplo controle das obras. Afinal, o produto final de grande parte das organizações do setor precisam ser entregues com uma boa margem de lucro, respeitando o que foi combinado com o cliente. Pensando nisso, preparamos aqui seis dicas, confira: 

  1. Monte um orçamento de obras;
  2. Faça um cronograma físico-financeiro;
  3. Realize a conciliação bancária;
  4. Use relatórios com índices e indicadores;
  5. Gestão de compra e logística ligada ao gerenciamento financeiro;
  6. Use um software de gestão de obras. 

Agora que você conhece as dicas, vamos entender melhor cada uma delas: 

  1. Monte um orçamento de obras

Um dos principais elementos para a saúde financeira de uma empresa que atua na construção civil é o orçamento de obras. E, apesar da sua importância, muitas vezes, não se dá a devida atenção para este documento – tanto no aspecto da contratação de mão de obra qualificada para realizar as atividades quanto na falta de disposição de instrumentos eficientes para as tarefas. 

Dessa maneira, toda empresa da construção civil que deseja crescer dentro do mercado precisa pensar em formas de otimizar o orçamento de obras. Só assim é possível melhorar a situação financeira do negócio. 

Para conseguir fazer orçamentos mais precisos e eficientes, baixe o nosso modelo gratuito, comece a usar e veja como isso vai agilizar e facilitar essa tarefa dentro da sua construtora! Clique na imagem abaixo e aproveite: 

  1. Faça um cronograma físico-financeiro

Depois de montar o seu orçamento de obras, chegou a hora de fazer o cronograma físico-financeiro. Este documento é fundamental para quem almeja melhorar a gestão financeira das obras. Afinal, este documento alia o cronograma e o orçamento. 

Assim, ele é feito de maneira a listar as fases do projeto em sequência, estabelecendo o quanto será investido em cada uma das etapas durante um período determinado – dias, semanas ou até meses, a depender das necessidades específicas de cada obra. 

As fases informadas durante a criação do cronograma podem variar de acordo com as características específicas de cada obra e as suas complexidades. 

Para montar um cronograma de obras que cumpra os prazos de entrega, que te permita planejar todos os passos, acompanhar a evolução e controlar o tempo gasto em cada uma das etapas, clique neste link e faça o download do nosso modelo gratuito. 

  1. Realize a conciliação bancária

A conciliação bancária é a comparação entre o saldo da conta da organização em um banco e o controle financeiro feito pela empresa. Deve-se usar os controles de pagamentos e recebimentos. 

Esse procedimento é fundamental para se avaliar se estes números batem com as movimentações bancárias. Caso exista uma diferença entre os registros e o saldo na conta do banco, é importante encontrar e corrigir. 

As inconexões nas contas podem acontecer devido a operações que podem demorar para serem confirmadas pelos bancos, como cheques, por exemplo. Porém podem existir outras razões que precisam ser investigadas. 

  1. Use relatórios com índices e indicadores

Para ter sucesso e controle financeiro, a sua organização precisa estudar os dados, que podem ser extraídos de diferentes formas, como a aplicação de indicadores e índices ou até mesmo com o uso de softwares de gestão de obras que automatizam esses conteúdos. Porém, mais importante que os dados são as informações que podem ser extraídas. Por isso, os relatórios precisam ser buscados. 

Entre os índices financeiros mais importantes podemos destacar: 

  1. Gestão de compra e logística ligada ao gerenciamento financeiro

Durante a realização de uma construção, a área de compras e logística são os principais responsáveis por parte dos gastos com matérias-primas e recursos, assim como a movimentação e o transporte deles pela obra. Dessa maneira, é fundamental que a gestão relacionada com a compra, logística e o canteiro de obras estejam ligados ao gerenciamento financeiro. 

Isso quer dizer que os instrumentos usados e os profissionais relacionados com ambos os setores precisam ter uma boa relação. Caso não seja a realidade, os custos com desperdícios e negociações ruins com fornecedores podem acabar saindo do controle.

Neste sentido, esses setores apresentam papéis fundamentais na negociação de prazos, descontos e outros benefícios junto com os fornecedores, o que assegura maior eficiência na obra. 

Por isso, contar com prestadores de serviço e fornecedores parceiros, com os quais você já tem um bom relacionamento, faz toda a diferença. Mas isso não quer dizer que a sua empresa pode deixar as buscas por melhores preços e oportunidades de lado. 

  1. Use um software de gestão de obras

Para realizar uma boa gestão financeira de obras, existe uma ferramenta que pode ajudar e muito a sua empresa: um software de gestão de obras

Esse instrumento vai auxiliar em cada uma das etapas dos seus projetos. Para descobrir tudo que um software de gestão de obras pode fazer pela sua construtora agora em 2023, clique na imagem abaixo e agende uma demonstração gratuita e sem compromissos do nosso sistema de gerenciamento: 

Comece o ano com o pé direito!

O controle e a gestão financeira são fundamentais para um bom gerenciamento de obras e da sua construtora, principalmente se ela está focada no crescimento e desenvolvimento em um mercado tão competitivo como o da construção civil. 

Para conseguir aproveitar as oportunidades e o bom cenário que está sendo previsto para este ano, é imprescindível seguir essas dicas e acompanhar os conteúdos exclusivos que compartilhamos no nosso blog! Lá, você tem acesso a diversos materiais que vão fazer toda a diferença na sua empresa neste ano. 

Não deixe para depois: siga o Obra Prima no Instagram, estamos sempre com novidades! Escute também o nosso podcast, o Obra Cast. São muitos episódios com conteúdos relevantes do setor, clique na imagem abaixo e dê o play: 

banner obracast

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.